URGENTE: OMS declara pandemia

Imagem
A Organização Mundial da Saúde (OMS) declara uma pandemia do coronavirus, num reconhecimento de que a mera estratégia de conter a proliferação da doença já não seria suficiente. A classificação significa que uma transmissão recorrente está ocorrendo em diferentes partes do mundo e de forma simultânea.
Na prática, ao anunciar a pandemia, a agência de Saúde indica que governos devem trabalhar não mais para apenas conter um caso. Mas atuar para atender uma parcela da população mais ampla e vulnerável. Estratégias direcionadas apenas para identificar casos e isolar pessoas precisam ser trocadas para um plano sanitário que possa focar em evitar mortes.

A mudança no status não significa que a taxa de letalidade tenha sido incrementada. Mas que o risco de um contágio seria maior. Em apenas uma semana, o número de países afetados passou de 45 para mais de 110.

(Da coluna de Jamil Chade no UOL)

Governo vai montar quarentena pra conter vírus

O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirmou nesta segunda-feira (3), que o governo Jair Bolsonaro avalia montar a quarentena para brasileiros que voltarem de Wuhan (China) em Anápolis (GO), em Florianópolis ou em um município do Nordeste. De acordo com o titular da pasta, no momento, a tendência é que seja na cidade goiana. Ele disse que deverão voltar ao País cerca de 30 a 40 pessoas. 

Onyx lembrou que Anápolis teve uma experiência parecida, nos anos 80, quando houve uma contaminação com o elemento químico Césio em Goiânia, cidade vizinha.

"Há uma sinalização muito forte para Anápolis, porque no período do Césio, lá atrás, foi uma área militar que trabalhou com essa coisa do isolamento, que é importante para não permitir eventualmente um escape de vírus. Eles já têm uma bagagem nessa área, mas não há nada definido", disse o ministro.


Comentários

MAIS LIDAS

Maduro mandar queimar lojas da Maçonaria sob acusação de organização criminosa

Mamata | General corta contratinho de R$ 30 milhões para manter jornalistas no exterior

VÍDEO. Tratores com jatos lançam fezes sobre Parlamento francês