URGENTE: OMS declara pandemia

Imagem
A Organização Mundial da Saúde (OMS) declara uma pandemia do coronavirus, num reconhecimento de que a mera estratégia de conter a proliferação da doença já não seria suficiente. A classificação significa que uma transmissão recorrente está ocorrendo em diferentes partes do mundo e de forma simultânea.
Na prática, ao anunciar a pandemia, a agência de Saúde indica que governos devem trabalhar não mais para apenas conter um caso. Mas atuar para atender uma parcela da população mais ampla e vulnerável. Estratégias direcionadas apenas para identificar casos e isolar pessoas precisam ser trocadas para um plano sanitário que possa focar em evitar mortes.

A mudança no status não significa que a taxa de letalidade tenha sido incrementada. Mas que o risco de um contágio seria maior. Em apenas uma semana, o número de países afetados passou de 45 para mais de 110.

(Da coluna de Jamil Chade no UOL)

China constrói mega hospital em dez dias

Os chineses enfrentam seu pior momento na luta contra a epidemia do coronavírus. O número de mortes aumenta e os infectados que aguardam atendimento também. Nesta semana o país deu mais uma grande demonstração de força e organização no combate ao vírus.

A administração pública autorizou a obra de um gigantesco complexo hospitalar, não se trata de hospital de campanha, tipo militar, mas uma obra definitiva com completo atendimento médico de urgência e emergência. O tempo para tudo ficar pronto e operando? Dez dias.

O prazo para construção surpreendeu até os engenheiros mais caros do mundo que atuam em obras de grande demanda. A tecnologia empregada na construção civil da China apresentou ao mundo que em caso de colapso, os chineses estarão prontos para erguerem obras em ocasiões complexas e que demandam cuidado.




Comentários

MAIS LIDAS

Maduro mandar queimar lojas da Maçonaria sob acusação de organização criminosa

Mamata | General corta contratinho de R$ 30 milhões para manter jornalistas no exterior

VÍDEO. Tratores com jatos lançam fezes sobre Parlamento francês