URGENTE: OMS declara pandemia

Imagem
A Organização Mundial da Saúde (OMS) declara uma pandemia do coronavirus, num reconhecimento de que a mera estratégia de conter a proliferação da doença já não seria suficiente. A classificação significa que uma transmissão recorrente está ocorrendo em diferentes partes do mundo e de forma simultânea.
Na prática, ao anunciar a pandemia, a agência de Saúde indica que governos devem trabalhar não mais para apenas conter um caso. Mas atuar para atender uma parcela da população mais ampla e vulnerável. Estratégias direcionadas apenas para identificar casos e isolar pessoas precisam ser trocadas para um plano sanitário que possa focar em evitar mortes.

A mudança no status não significa que a taxa de letalidade tenha sido incrementada. Mas que o risco de um contágio seria maior. Em apenas uma semana, o número de países afetados passou de 45 para mais de 110.

(Da coluna de Jamil Chade no UOL)

Bolsonaro acaba com a farra

O presidente Jair Bolsonaro decidiu tomar medidas que contrariaram até mesmo seus assessores mais próximos. Após o polêmico voo de um dos assessores especiais da Casa Civil à Índia, o que culminou com a demissão do mesmo, o presidente baixou portaria restringindo o uso de aviões de FAB.

A decisão de Bolsonaro pegou o pessoal do segundo escalão de surpresa.

A partir de agora o uso de aeronaves da FAB ficará restrita apenas para ministros em missões oficiais e com autorização prévia do próprio presidente. Ou seja, quem quiser voar terá que seguir pelo aeroporto de Brasília em voo comercial.

O assunto gerou muita polêmica e desgaste depois que Santini saiu de Davos, onde participava do Fórum Econômico Internacional, e foi acompanhar a visita do presidente na Índia. A decisão de levantar voo em uma aeronave oficial praticamente sozinho irritou Bolsonaro.


Comentários

MAIS LIDAS

Maduro mandar queimar lojas da Maçonaria sob acusação de organização criminosa

Mamata | General corta contratinho de R$ 30 milhões para manter jornalistas no exterior

VÍDEO. Tratores com jatos lançam fezes sobre Parlamento francês