MEC assume que errou notas do ENEM. A coisa está feia!

Imagem
O ministro da Educação, Abraham Weintraub, admitiu neste sábado 18/I que notas do Enem foram divulgadas com erros.
"Encontramos inconsistências na contabilização e correção da segunda prova do Enem", disse ele em vídeo publicado nas redes sociais.
O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inpe) liberou na véspera os resultados do exame. Imediatamente, candidatos relataram nas redes seu estranhamento com as notas.
Na manhã deste sábado, a União Nacional dos Estudantes (UNE) comentou a confissão do ministro:

ATENÇÃO!! MEC reconhece #erronoenem

Pegaram o assessor especial de Paulo Guedes

Paulo Guedes que esteja bem preparado pois a força-tarefa da Lava Jato tem uma surpresinha para ele nas próximas semanas.

A nova denúncia oferecida pela força tarefa da Greenfield tem entre os 29 alvos Esteves Pedro Colnago Júnior, que é assessor do gabinete do ministro da Economia, Paulo Guedes. Ele é acusado de gestão temerária por suposta participação no esquema que provocou um rombo de R$ 5,5 bilhões nos fundos de pensão Petros, Funcef, Previ e Valia.

Colnago participou de reunião do Conselho Deliberativo da Funcef, em maio de 2012, que decidiu pela preferência na aquisição de novas cotas do FIP Sondas. Segundo os procuradores, “escutando o áudio da reunião do Conselho Deliberativo da FUNCEF referente à Ata nº 377, nota-se, sem lugar a dúvidas, que os conselheiros aqui acusados referendaram o investimento de mais um bilhão de reais na Sete Brasil sem realizar qualquer discussão e sem embasamento técnico, com negligência assustadora, como se estivessem tratando de um tema qualquer sem a menor repercussão no patrimônio da FUNCEF e na futura vida econômica de seus participantes”.


Comentários

MAIS LIDAS

Deputados querem "gorjeta' de R$ 10 milhões pra votarem a Reforma da Previdência

Maduro mandar queimar lojas da Maçonaria sob acusação de organização criminosa

Arábia Saudita e Rússia ameaçam romper relações com Brasil. Agora ficou bonito!