Havan começa demitir. Estava tudo ok?

Imagem
A inauguração da Havan em Santa Cruz do Sul completa quatro meses nesta sexta-feira, 21. Depois da euforia da chegada da rede catarinense, pessoas que foram contratadas para trabalhar no local reclamam de demissões em massa. A situação teria começado logo após a virada do ano.

Uma das ex-funcionárias afirma que a alegação da gerência da loja envolve corte de custos em função de metas que não foram atingidas. “Eu trabalhava em outro local e pedi demissão para ir para a Havan. Fui selecionada, recebi treinamento e estive na abertura. Estava tudo bem mas no dia dois de janeiro acabei demitida”, afirma a jovem que pediu para não ser identificada.
Outro ex-funcionário da empresa, que também solicitou anonimato, alerta que as metas aumentaram depois da inauguração. “Antes era tudo uma maravilha mas depois parece que estabelecem metas para que elas não sejam atingidas”, reclama. Ele acabou demitido no dia 17 de fevereiro, justamente quando completou 90 dias de contrato. O jovem ainda alega q…

Namoradas são suspeitas de assassinatos de pai, mãe e filho em SP

O crime bárbaro que chocou os paulistas tem como principais suspeitas a filha do casal, Ana Flávia (24) e a sua namorada Carina Ramos. O triplo assassinato ocorreu na noite desta quarta-feira (29), em São Bernardo do Campo - SP.

A polícia informa que o porteiro do condomínio viu quando a mãe da menina saiu de casa, na madrugada, dirigindo o veículo da família um JEEP COMPASS. Pouco mais de uma hora o carro foi localizado completamente incendiado e com os corpos de Flaviana Gonçalves, seu marido e o seu filho, todos carbonizados. Há suspeitas de que a empresária tenha sido obrigada a dirigir o carro com os corpos do marido e do filho dentro do porta-malas.

O delegado que acompanha o caso acredita que o empresário Romoyuki Gonçalves (43) e o seu filho Juan Gonçalves, 15 anos, foram mortos ainda dentro de casa e os corpos levados até o local onde o carro teria sido incendiado.

Legistas confirmaram através de laudos que os três foram mortos por pancadas na cabeça o que provocou traumatismo cranioencefálico. A polícia técnica identificou os corpos através da arcada dentária.

Câmeras registraram que o carro de Ana Flávia, um FIAT PALIO, teria saído do condomínio Morada Verde momentos antes da saída do carro da mãe que foi assassinada e queimada.

(com informações de Veja)


Comentários

MAIS LIDAS

Deputados negociam para votarem a Reforma da Previdência

Maduro mandar queimar lojas da Maçonaria sob acusação de organização criminosa

Arábia Saudita e Rússia ameaçam romper relações com Brasil. Agora ficou bonito!