Havan começa demitir. Estava tudo ok?

Imagem
A inauguração da Havan em Santa Cruz do Sul completa quatro meses nesta sexta-feira, 21. Depois da euforia da chegada da rede catarinense, pessoas que foram contratadas para trabalhar no local reclamam de demissões em massa. A situação teria começado logo após a virada do ano.

Uma das ex-funcionárias afirma que a alegação da gerência da loja envolve corte de custos em função de metas que não foram atingidas. “Eu trabalhava em outro local e pedi demissão para ir para a Havan. Fui selecionada, recebi treinamento e estive na abertura. Estava tudo bem mas no dia dois de janeiro acabei demitida”, afirma a jovem que pediu para não ser identificada.
Outro ex-funcionário da empresa, que também solicitou anonimato, alerta que as metas aumentaram depois da inauguração. “Antes era tudo uma maravilha mas depois parece que estabelecem metas para que elas não sejam atingidas”, reclama. Ele acabou demitido no dia 17 de fevereiro, justamente quando completou 90 dias de contrato. O jovem ainda alega q…

Bolsonaro libera R$ 1 bilhão para estados destruídos pela chuva

Após sobrevoar de helicóptero as áreas atingidas pelas fortes chuvas em Minas Gerais, o presidente Jair Bolsonaro participou, nesta quinta-feira (30), de reunião de trabalho em que editou medida provisória que abre crédito extraordinário, no valor de R$ 892 milhões, em favor do Ministério do Desenvolvimento Regional.

O objetivo da medida é viabilizar auxílio emergencial financeiro para auxiliar os Estados do Espírito Santo, Minas Gerais e Rio de Janeiro após as fortes chuvas que assolaram aquelas áreas, causando grande destruição nos municípios atingidos e desabrigando inúmeras famílias.

"Disponibilizamos hoje R$ 1 bilhão para esta região Sudeste atingida. Também os demais ministros, como Infraestrutura, a liberação de rodovias que estavam bloqueadas. A Caixa Econômica Federal, com a liberação de FGTS, a Saúde, bem como os demais ministérios" disse Bolsonaro. "Estamos trabalhando ombro a ombro para buscar mitigar os problemas ocorridos com essa catástrofe que aconteceu nos últimos dias", completou.

Com essa medida, o Governo Federal espera promover a reconstrução da infraestrutura das cidades afetadas e o restabelecimento de serviços essenciais à população.

O Ministério do Desenvolvimento Regional já liberou R$ 7,7 milhões para auxiliar a cidade de Belo Horizonte. Os recursos, solicitados pelo município, serão aplicados na limpeza, recuperação do sistema de drenagem e pavimentação de ruas da capital mineira.

(com informações do Governo Federal)


Comentários

MAIS LIDAS

Deputados negociam para votarem a Reforma da Previdência

Maduro mandar queimar lojas da Maçonaria sob acusação de organização criminosa

Arábia Saudita e Rússia ameaçam romper relações com Brasil. Agora ficou bonito!