OMS emite alerta ao mundo

Imagem
“Temos que fazer todo o possível para nos prepararmos para uma potencial pandemia.” O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, assumiu nesta segunda-feira que muito provavelmente o que hoje é uma epidemia, o Covid-19 ou coronavírus de Wuhan, transforme-se em algo maior. “Não podemos paralisar o mundo, e não é realista dizer que é possível parar a transmissão entre os países. Provavelmente haverá epidemias em vários, mas pode ser contida”, afirmou Michael Ryan, diretor do Programa de Emergências do organismo internacional.
O cenário mudou rapidamente em poucos dias. Passou-se de uma situação em que se observava como os casos na China pareciam ser contidos e como no resto do mundo as infecções eram muito escassas a outra com surtos descontrolados na Itália, na Coreia do Norte e no Irã. Ghebreyesus ressaltou que os surtos podem ser contidos e que o cenário continua sendo de epidemia, tanto pelo número de casos como de mortes fora da China. Ao mesmo…

Bolsonaro demitiu Santos Cruz com base em mensagens falsas

E agora, José? A Polícia Federal concluiu a investigação. As mensagens que originaram com a execração e exoneração do general Santos Cruz, da SECOM, eram falsas. Um crime foi cometido e o General Santos Cruz foi execrado! 

Quem é o criminoso? Quem é o traidor? Quem foi enganado e quem se deixou enganar? Muitos aplaudiram. Houve até quem tuitasse: "SC caiu, a bebida é por minha conta"!

A Polícia Federal confirmou que as mensagens de WhatApp atribuídas ao general Santos Cruz foram falsificadas. O conteúdo, levado ao presidente Jair Bolsonaro pelo chefe da Secom, Fabio Wajngarten, acabou gerando a demissão do general.

O caso

As imagens mostram uma troca de mensagens que teria ocorrido na manhã do dia 6 de maio de 2019, uma segunda-feira, um dia depois de Santos Cruz ter se reunido com Bolsonaro em meio a uma onda de críticas do escritor Olavo de Carvalho aos militares do governo.


O interlocutor, não identificado, pergunta: "General, como foi lá ontem? Resolveu?". A resposta enviada é "Nada. Ele ficou insistindo no vídeo", escreve o número atribuído ao, na época, ministro. "Mas eu disse na cara dele que isso era coisa do desequilibrado do filho dele e do frouxo do Fabio", se referindo os filho do presidente e ao chefe da Secretaria Especial de Comunicação Social (Secom).


Comentários

MAIS LIDAS

Deputados negociam para votarem a Reforma da Previdência

Maduro mandar queimar lojas da Maçonaria sob acusação de organização criminosa

Arábia Saudita e Rússia ameaçam romper relações com Brasil. Agora ficou bonito!