"Imprecionante": O INEP está infectado pelo analfabetismo do governo

Imagem
Depois que o ministro Weintraub, da Educação, escreveu "imprecionante" em sua conta oficial no Twitter vários erros gravíssimos foram detectados em postagens relacionadas a pasta. Alunos que prestaram o Enem acusam que há erros básicos na prova de redação. O caso está sob investigação.
Mais uma falha gravíssima surgiu nas redes sociais. Desta vez quem cometeu a barbárie foi a conta do INEP, órgão responsável pela aplicação do ENEM.
A conta do Inep, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, no Twitter cometeu um erro de português na sexta-feira, dia 17.
“Já são mais de 2,5 milhões de vizualizações (sic) das notas do Enem”, escreveu algum semianalfabeto de um governo de apedeutas.
Após a repercussão, a mensagem foi apagada.

URGENTE: Liminar impede greve de caminhoneiros

A pedido da Concessionária Autopista Fernão Dias, Justiça de São Paulo concede liminar impedindo a CUT e o Caminhoneiros de realizarem manifestações sob multa de R$ 100 mil. 

Ou seja, a decisão impõe aos caminhoneiros a obrigação de sobrevivência sem direito de manifestação em rodovias e estradas. 

Os profissionais paralisaram o Brasil na última greve e quase conseguiram derrubar o governo Michel Temer até que foram desmobilizados por políticos e sindicalistas infiltrados no grupo que comandava o movimento.

FOLHA 1

FOLHA 2


FOLHA 3





#GreveDosCaminhoneiros

Comentários

MAIS LIDAS

Deputados querem "gorjeta' de R$ 10 milhões pra votarem a Reforma da Previdência

Maduro mandar queimar lojas da Maçonaria sob acusação de organização criminosa

Arábia Saudita e Rússia ameaçam romper relações com Brasil. Agora ficou bonito!