Fuga em massa do PCC coloca militares em alerta

Imagem
Setenta e cinco membros do Primeiro Comando da Capital (PCC) fugiram da prisão em Pedro Juan Caballero, no Paraguai. Eles escaparam neste domingo (19), provavelmente por um túnel subterrâneo que ligava um dos pavilhões à área externa da prisão.
A facção brasileira tem forte atuação no Paraguai, devido a tráfico de drogas. De acordo com a imprensa do país, foi encontrado um túnel que ligava um dos pavilhões, voltados a presos da facção criminosa brasileira, à área externa da prisão.
O governo paraguai, no entanto, considera que parte dos criminosos possa ter fugido durante a semana sem usar o túnel. Os responsáveis pela prisão já foram afastados.
"Foi encontrado um túnel e acreditamos que esse túnel foi um recurso enganoso para legitimar ou maquiar a liberação dos presos. Há cumplicidade com as pessoas de dentro da prisão e esse é um fenômeno que acontece em todas as penitenciárias", afirmou o ministro do Interior do país, Euclides Acevedo, em nota publicada em site do govern…

Idoso mete três tiros no vizinho e vai pra casa passar o Natal

Os últimos dias de 2019 foram marcados por mais um caso de homofobia no Brasil. Neste domingo (22), o contador Rafael Dias, de 33 anos, foi alvejado por três disparos de arma de fogo feitos por um idoso simplesmente pelo fato de ser gay – ao menos é o que informam as testemunhas.

De acordo com Igor Fernandes, amigo de Rafael, o jovem estava promovendo uma festa em seu apartamento no bairro da República, no centro de São Paulo, quando começou a ser insultado pelo aposentado Adel Abdo, de 89 anos. O idoso, antes de efetuar os disparos, teria dito que iria “meter bala” nos convidados da festa, que “viado tem que morrer” e que não queria “gay no prédio”. “Para ser sincero, a confusão só começou porque era uma festa com pessoas gays”, disse a testemunha.

Após as ameaças e as ofensas homofóbicas, Abdo ficou esperando o dono do apartamento na entrada do prédio e disparou três vezes. Um dos tiros atingiu o rosto de Rafael Dias, que foi internado e submetido a uma cirurgia. Seu estado de saúde é estável.

O aposentado, por sua vez, foi preso em flagrante, entregou a arma e confessou o crime. Após audiência de custódia nesta segunda-feira (23), no entanto, o autor dos disparos foi liberado sob a condição de manter distância da família da vítima, não portar armas, manter endereço fixo e acatar ordem da Justiça para prestar depoimento.


Comentários

MAIS LIDAS

Deputados querem "gorjeta' de R$ 10 milhões pra votarem a Reforma da Previdência

Maduro mandar queimar lojas da Maçonaria sob acusação de organização criminosa

Arábia Saudita e Rússia ameaçam romper relações com Brasil. Agora ficou bonito!