Fuga em massa do PCC coloca militares em alerta

Imagem
Setenta e cinco membros do Primeiro Comando da Capital (PCC) fugiram da prisão em Pedro Juan Caballero, no Paraguai. Eles escaparam neste domingo (19), provavelmente por um túnel subterrâneo que ligava um dos pavilhões à área externa da prisão.
A facção brasileira tem forte atuação no Paraguai, devido a tráfico de drogas. De acordo com a imprensa do país, foi encontrado um túnel que ligava um dos pavilhões, voltados a presos da facção criminosa brasileira, à área externa da prisão.
O governo paraguai, no entanto, considera que parte dos criminosos possa ter fugido durante a semana sem usar o túnel. Os responsáveis pela prisão já foram afastados.
"Foi encontrado um túnel e acreditamos que esse túnel foi um recurso enganoso para legitimar ou maquiar a liberação dos presos. Há cumplicidade com as pessoas de dentro da prisão e esse é um fenômeno que acontece em todas as penitenciárias", afirmou o ministro do Interior do país, Euclides Acevedo, em nota publicada em site do govern…

Humorista que zombou de Jesus Cristo aparece em relatório da Polícia Federal

Gregório Duviver o humorista do canal Porta dos Fundos que recentemente lançou um filme zombando de Jesus Cristo, aparece como a pessoa que trocou mensagens com o hacker Walter Delgatti, o vermelho, é o que confirma o relatório final da Polícia Federal.

Os agentes da Polícia Federal efetuaram várias prisões de supostos hackers responsáveis por invadirem o aplicativo de mensagens Telegram de membros de Ministério Público Federal e do ex-juiz Sérgio Moro. Segundo consta, o conteúdo foi todo entregue ao jornalista Glenn Greenwald do site TheInterceptBrasil. Nesta semana a PF divulgou informações que confirmam a conversa entre o humorista do Porta dos Fundos e o hacker.

Segundo o site O Antagonista, Gregório aparece nas mensagens sugerindo nomes de agentes públicos para quem os invasores poderiam entregar as mensagens. Um dos nomes citados é o do juiz federal Marcelo Bretas, da força-tarefa da Lava Jato do Rio de Janeiro.

Outro nome sugerido por Gregório tem ligação direta com a Rede Globo, o diretor Ali Kamel.

Nas mensagens, segundo o relatório da Polícia Federal, o nome do governador Wilson Witzel também foi sugerido pelo humorista. "Seria bem legal o Wilson Witzel", escreveu o artista.

Gregório afirmou que em nenhum momento sugeriu ou solicitou ao hacker que invadisse a conta de Telegram de autoridades. Rebate que apenas indagou se o invasor tinha posse sobre conteúdos de gente famosa e conhecida.

(com informações de O Antagonista)



Comentários

Postar um comentário

MAIS LIDAS

Deputados querem "gorjeta' de R$ 10 milhões pra votarem a Reforma da Previdência

Maduro mandar queimar lojas da Maçonaria sob acusação de organização criminosa

Arábia Saudita e Rússia ameaçam romper relações com Brasil. Agora ficou bonito!