George Soros investirá 1 bilhão de dólares. Pra quê?

Imagem
O bilionário George Soros anunciou na noite desta quinta (23) que investirá US$ 1 bilhão (cerca de R$ 4,2 bilhões) na criação de uma rede acadêmica para lutar contra os “ditadores de agora e em gestação” e as mudanças climáticas.
A iniciativa, batizada de Open Society University Network, foi divulgada num discurso em seu tradicional jantar anual durante o Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça.
Segundo nota publicada no site da fundação de Soros, a Open Society Foundation, o objetivo do projeto é conectar instituições de ensino superior pelo mundo, oferecendo cursos e programas de graduação conjuntos e pensado para reunir estudantes e professores de diferentes países.
A rede buscará alcançar lugares que não possuem educação de qualidade e busca promover os valores da liberdade de expressão e da diversidade de crenças, entre outros.
Soros ainda destilou duras críticas contra o posicionamento político e administrativo do presidente Jair Bolsonaro. O bilionário garante que o Brasil …

"Flávio Bolsonaro é chefe de organização criminosa", afirma MP

Flávio Bolsonaro pode preparar, o senador filho do presidente terá o mesmo destino do ex-senador Delcídio do Amaral preso pela Polícia Federal. O Ministério Público do Rio de Janeiro apresentou em documento entregue à Justiça provas materiais sobre o envolvimento direto e a participação indireta de Flávio com uma organização criminosa baseada no Rio de Janeiro.

A revista IstoÉ divulgou mais informações sobre o comprometimento de Flávio Bolsonaro com milícias na capital carioca.

Confira.

"Os promotores do Ministério Público estadual do Rio de Janeiro afirmaram em documento que Flávio Bolsonaro é o chefe de uma organização criminosa. As informações são do G1.

Segundo o MP, “as provas permitem vislumbrar que existiu uma organização criminosa com alto grau de permanência e estabilidade, entre 2007 e 2018, destinada à prática de desvio de dinheiro público e lavagem de dinheiro”. Foram identificados quatro núcleos na organização, cada uma com uma tarefa pré-determinada, como operadores financeiros e o núcleo responsável por lavar dinheiro." (Revista IstoÉ)

Há informações de bastidores que a prisão de Flávio Bolsonaro é inevitável.

No Rio de Janeiro, o governador Wilson Witzel tem mantido uma posição de imparcialidade quanto as investigações.

O presidente Jair Bolsonaro se diz alvo de uma "armação política" considerando que o governador carioca tem intenções na disputa em 2022.



Comentários

MAIS LIDAS

Deputados querem "gorjeta' de R$ 10 milhões pra votarem a Reforma da Previdência

Maduro mandar queimar lojas da Maçonaria sob acusação de organização criminosa

Arábia Saudita e Rússia ameaçam romper relações com Brasil. Agora ficou bonito!