MEC assume que errou notas do ENEM. A coisa está feia!

Imagem
O ministro da Educação, Abraham Weintraub, admitiu neste sábado 18/I que notas do Enem foram divulgadas com erros.
"Encontramos inconsistências na contabilização e correção da segunda prova do Enem", disse ele em vídeo publicado nas redes sociais.
O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inpe) liberou na véspera os resultados do exame. Imediatamente, candidatos relataram nas redes seu estranhamento com as notas.
Na manhã deste sábado, a União Nacional dos Estudantes (UNE) comentou a confissão do ministro:

ATENÇÃO!! MEC reconhece #erronoenem

Ele abusou de 60 menores mas "está tudo bem"

A Congregação admitiu que 33 sacerdotes cometeram abusos sexuais contra 175 menores de idade. O padre Marcial Maciel, está na lista e seria responsável por 60 casos de pedofilia. Os crimes teriam ocorrido durante toda a existência da entidade, fundada no México, em 3 de janeiro de 1941.

O balanço consta em um relatório, resultado de uma investigação interna, que será oficialmente divulgado no dia 20 de janeiro, em Roma . "Com isto, os Legionários de Cristo desejam dar um passo à frente ao confrontar sua história para conhecer e reconhecer o fenômeno do abuso sexual de menores e favorecer a reconciliação com as vítimas", diz o documento.

O relatório também informou que os 33 sacerdotes identificados como responsáveis por abusos sexuais representam 2,44% dos 1.353 legionários ordenados durante toda a história da congregação.

(com informações de IGNotícias)


Comentários

MAIS LIDAS

Deputados querem "gorjeta' de R$ 10 milhões pra votarem a Reforma da Previdência

Maduro mandar queimar lojas da Maçonaria sob acusação de organização criminosa

Arábia Saudita e Rússia ameaçam romper relações com Brasil. Agora ficou bonito!