MEC assume que errou notas do ENEM. A coisa está feia!

Imagem
O ministro da Educação, Abraham Weintraub, admitiu neste sábado 18/I que notas do Enem foram divulgadas com erros.
"Encontramos inconsistências na contabilização e correção da segunda prova do Enem", disse ele em vídeo publicado nas redes sociais.
O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inpe) liberou na véspera os resultados do exame. Imediatamente, candidatos relataram nas redes seu estranhamento com as notas.
Na manhã deste sábado, a União Nacional dos Estudantes (UNE) comentou a confissão do ministro:

ATENÇÃO!! MEC reconhece #erronoenem

Barragem com o dobro de rejeito de Brumadinho pode romper

Um relatório da Feam (Fundação Estadual de Meio Ambiente) aponta que a barragem de Laranjeiras, da Vale tem uma trinca de 7 metros de comprimento e 8 centímetros de largura. A estrutura pertence à mina de Brucutu, que fica em São Gonçalo do Rio Abaixo, a 88 km de Belo Horizonte.

A fissura é irregular, com quatro intervalos com espessuras entre 10 e 15 cm e extensão de 20 a 25 cm. A RecordTV obteve com exclusividade os detalhes da auditoria. 

Há quinze dias, a Vale suspendeu parte da produção da mina de Brucutu, que é a segunda maior do Brasil, e explicou que vai operar nos próximos dois meses com 40% da capacidade. Segundo o comunicado, a produção de minério de ferro será reduzida em 1,5 milhão de tonelada por mês.

A mineradora não detalhou os problemas identificados na mina, apenas informou que fazia "avaliações sobre as caraterísticas geotécnicas da barragem". São estas trincas e deslizamentos que constam no documento da Feam. 

No mesmo comunicado, a Vale destacou que a declaração de estabilidade (DCE) de Laranjeiras foi emitida em 30 de setembro de 2019 e permanece válida. Na data, a barragem foi elevada para nível 1 de segurança, quando não há risco iminente de rompimento e nem a necessidade de evacuação da área.


Comentários

MAIS LIDAS

Deputados querem "gorjeta' de R$ 10 milhões pra votarem a Reforma da Previdência

Maduro mandar queimar lojas da Maçonaria sob acusação de organização criminosa

Arábia Saudita e Rússia ameaçam romper relações com Brasil. Agora ficou bonito!