Fuga em massa do PCC coloca militares em alerta

Imagem
Setenta e cinco membros do Primeiro Comando da Capital (PCC) fugiram da prisão em Pedro Juan Caballero, no Paraguai. Eles escaparam neste domingo (19), provavelmente por um túnel subterrâneo que ligava um dos pavilhões à área externa da prisão.
A facção brasileira tem forte atuação no Paraguai, devido a tráfico de drogas. De acordo com a imprensa do país, foi encontrado um túnel que ligava um dos pavilhões, voltados a presos da facção criminosa brasileira, à área externa da prisão.
O governo paraguai, no entanto, considera que parte dos criminosos possa ter fugido durante a semana sem usar o túnel. Os responsáveis pela prisão já foram afastados.
"Foi encontrado um túnel e acreditamos que esse túnel foi um recurso enganoso para legitimar ou maquiar a liberação dos presos. Há cumplicidade com as pessoas de dentro da prisão e esse é um fenômeno que acontece em todas as penitenciárias", afirmou o ministro do Interior do país, Euclides Acevedo, em nota publicada em site do govern…

Aécio Neves de novo? R$ 1,5 milhão. Quem dará um basta nisso?

O escândalo de pagamentos de propinas pela Fetranspor ganha as principais páginas do noticiário nacional. A Federação quando presidida pelo senhor Lélis Teixeira teria efetuado pagamentos milionários e indecentes para políticos e autoridades. Obviamente todo valor pago era repassado e distribuído na tarifa do transporte público coletivo ou seja, quem pagava a conta era o trabalhador.

Mais uma vez quem figura na lista de recebedores de propina é o deputado federal Aécio Neves, do PSDB de Minas Gerais. O tucano aparece na tabela como sendo o recebedor de R$ 1,5 milhão.

A Fetranspor é responsável pela administração do transporte público do Estado do Rio de Janeiro e divide o espaço com outra entidade a RioÔnibus. No documento entregue, 21 deputados são apresentados como beneficiários dos pagamentos ilícitos.

Há envolvimento de parlamentares do PT, MDB, PSDB, PDT, PEN, PROS, PP, PMN, PSL e outros. O destaque fica por conta de Aécio Neves e Marco Antônio Cabral (filho do ex-governador Sérgio Cabral). Aécio teria recebido R$ 1, 5 milhão e o filho de Cabral recebera R$ 8 milhões.

Desse jeito não há política pública e impostos que bastam para manutenção de um Estado mais tranquilo e sustentável.




Comentários

MAIS LIDAS

Deputados querem "gorjeta' de R$ 10 milhões pra votarem a Reforma da Previdência

Maduro mandar queimar lojas da Maçonaria sob acusação de organização criminosa

Arábia Saudita e Rússia ameaçam romper relações com Brasil. Agora ficou bonito!