"Imprecionante": O INEP está infectado pelo analfabetismo do governo

Imagem
Depois que o ministro Weintraub, da Educação, escreveu "imprecionante" em sua conta oficial no Twitter vários erros gravíssimos foram detectados em postagens relacionadas a pasta. Alunos que prestaram o Enem acusam que há erros básicos na prova de redação. O caso está sob investigação.
Mais uma falha gravíssima surgiu nas redes sociais. Desta vez quem cometeu a barbárie foi a conta do INEP, órgão responsável pela aplicação do ENEM.
A conta do Inep, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, no Twitter cometeu um erro de português na sexta-feira, dia 17.
“Já são mais de 2,5 milhões de vizualizações (sic) das notas do Enem”, escreveu algum semianalfabeto de um governo de apedeutas.
Após a repercussão, a mensagem foi apagada.

A Globo não mostra: Policiais da UPP do Complexo do Alemão em ação solidária

Os policiais militares do Estado do Rio de Janeiro (PMERJ) atuaram em 2019 sob pressão de alguns veículos de mídia que buscam nos exemplos negativos de alguns membros da corporação um meio de macular toda instituição.

No Rio de Janeiro o ano de 2019 deverá fechar com saldo favorável ao combate do tráfico de drogas e armas. Somente neste ano mais de 555 milicianos foram presos em operações policiais complexas realizadas em conjunto com outros órgãos de Segurança Pública. Uma vitória para quem conhece a realidade do estado.

A Polícia Militar ainda aproveitou a semana natalina para realizar ações solidárias em diversas comunidades. No Complexo do Alemão os policiais da UPP do Alemão fizeram a distribuição de centenas de cestas básicas para os moradores. Foi uma alegria!


O governador Witzel tem demonstrado que reconhece os erros que são cometidos em algumas operações, porém tem buscado manter a corporação atualizada, bem equipado e mais próxima da população.



Comentários

MAIS LIDAS

Deputados querem "gorjeta' de R$ 10 milhões pra votarem a Reforma da Previdência

Maduro mandar queimar lojas da Maçonaria sob acusação de organização criminosa

Arábia Saudita e Rússia ameaçam romper relações com Brasil. Agora ficou bonito!