Angola antecipa pagamento e quita empréstimo com Brasil. E agora?

Imagem
Os empréstimos brasileiros concedidos via BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) para os países africanos geraram polêmicas durante o período pré-eleitoral e eleitoral. Vários candidatos utilizaram do argumento para plataforma política e até acusações consideradas infundadas sobre lavagem de dinheiro.
Nesta segunda-feira (9) o Ministério da Economia divulgou nota onde afirma que Angola antecipou o pagamento de todas as parcelas do empréstimo adquirido via BNDES com o Brasil. O dinheiro foi repassado através de parceria entre o governo angolano, a iniciativa privada e o governo brasileiro. 
Angola honrou o compromisso e não deve mais nenhum centavo ao Brasil. Vale ressaltar que o empréstimo rendeu juros aos cofres públicos possibilitando o aumento da receita.

"Não consigo raciocinar com tanto dinheiro por minuto", disse namorada de doleiro presa

A namorada do doleiro Dario Messer, Myra de Oliveira Athayde, foi presa pela Polícia Federal (PF) na manhã desta terça-feira (19) durante o cumprimento de mandados da Operação Patrón, um desdobramento da Lava Jato no Rio de Janeiro. Foi através do rastreamento de encontros com Myra, que a PF conseguiu prender Messer em julho deste ano.

As investigações da polícia apontaram que o casal se encontrou em diversas ocasiões no último ano em cidades do Paraguai e do Brasil que fazem fronteira ao país vizinho. As pistas sobre o relacionamento surgiram através de autoridades do Paraguai, onde Messer tem 11 fazendas, e então chegou ao conhecimento de investigadores da PF.

A defesa de Myra informou que só vai se pronunciar após ter acesso ao inquérito policial e chamou a prisão preventiva de ilegal e desnecessária.

Além da namorada de Messer, outro alvo importante da Operação Patron é Horacio Cartes, ex-presidente do Paraguai. A ação busca investigar pessoas que ajudaram Messer a ocultar dinheiro e fugir das autoridades.


Comentários

MAIS LIDAS

Aberração | Filhas solteiras de senadores ganham 33 mil reais. "Isso vai acabar", diz Bolsonaro

Goooooool! | Governo decide acabar com auxílio-reclusão

Deputados querem "gorjeta' de R$ 10 milhões pra votarem a Reforma da Previdência