Policial ateia fogo em carro de mulher no Ceará

Imagem
Um policial militar foi preso em flagrante, suspeito de incendiar um carro na cidade do Crato, no Cariri, na madrugada desta quinta-feira (20). 
Ao jornal Diário do Nordeste, a dona do veículo, a ação ocorreu após ela fazer críticas em redes sociais à paralisação de grupos de policiais do Estado. O policial recebeu liberdade provisória após audiência de custódia.
Na saída da delegacia o autor do crime não quis falar com a imprensa. Ele responderá em liberdade.

Desembargador acusa Sergio Moro por cometimento de crime

O desembargador Siro Darlan, membro da Associação de Juízes pela Democracia, acusou o ex-juiz e atual ministro da Justiça, Ségio Moro, de ter incorrido na prática de crimes no âmbito da Lava Jato e de permanecer impune. 

“Ele pediu desculpas por um crime que praticou e ficou por isso mesmo. Se eu pratico um crime, peço desculpas e nada acontece, vou achar vantagem continuar praticando crimes”, disse Darlan durante entrevista ao programa Jogo do Poder, que vai ao ar no próximo domingo, em referência ao episódio da divulgação de áudios de uma conversa telefônica entre a presidente deposta Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Segundo o desembargador, atualmente os juízes estão tomando decisões com medo da pressão popular e de setores da mídia. “Hoje quem aplica a lei simplesmente e não se presta a perseguições é quase sempre escrachado pela mídia. Veja o que fazem com o Ministro Gilmar Mendes, quando ele tão somente aplica a lei com isenção”, disse. Ainda conforme Darlan, parte do Ministério Público adotou um caráter persecutório contra os que considera seus “inimigos”.


Comentários

MAIS LIDAS

Deputados negociam para votarem a Reforma da Previdência

Maduro mandar queimar lojas da Maçonaria sob acusação de organização criminosa

Arábia Saudita e Rússia ameaçam romper relações com Brasil. Agora ficou bonito!