Vereador do PSOL homenageia ditador coreano

Imagem
O vereador Leonel Brizola Neto (PSOL-RJ) apresentou uma “Moção de Louvor e Reconhecimento” na Câmara Municipal do Rio de Janeiro para homenagear o ditador norte-coreano Kim Jong-un. De acordo com o jornal O Globo, a moção foi apresentada no último dia 29.
“Por todo esforço de seu povo e de seu máximo dirigente, excelentíssimo senhor Kim Jong-un, na luta pela reunificação da Coreia e a necessária busca da paz mundial”, diz o documento, que foi entregue para Kim Chol-hok, embaixador do Coreia do Norte no Brasil.
É o fim!
Brizola deve estar revoltado na sepultura!



O Brasil está parado! Greve ganha força

Centrais sindicais organizam para esta sexta-feira (14) uma greve geral contra a aprovação da reforma da Previdência. Há atos previstos em todos os estados do país, que envolvem pelo menos 23 categorias de serviços públicos e privados. 


Entre os trabalhadores que anunciaram paralisações estão caminhoneiros, médicos, professores, rodoviários, metroviários, servidores da Justiça Federal, Correios, companhias de energia, petroleiros e bancários.

O Gabinete de Segurança Institucional (GSI) da Presidência da República está monitorando a mobilização das entidades nas últimas semanas. Os estados montaram operações de segurança para as manifestações que devem tomar as ruas.



Nesta terça-feira (12), o porta-voz da Presidência da República, Otávio do Rêgo Barros, sinalizou que o governo não espera grande mobilização, afirmando "que não está por si confirmada", mas que se prepara para tal. 

"A Presidência da República, por meio do Gabinete de Segurança Institucional colocar-se-á à disposição dos estados que venham a sofrer eventualmente os impactos dessa ação, para nós bem ultrapassarmos e mantermos a sociedade nas melhores condições possíveis quando se efetiva uma ação como esta", afirmou o porta-voz. 


Comentários

MAIS LIDAS

Aberração | Filhas solteiras de senadores ganham 33 mil reais. "Isso vai acabar", diz Bolsonaro

Goooooool! | Governo decide acabar com auxílio-reclusão

Deputados querem "gorjeta' de R$ 10 milhões pra votarem a Reforma da Previdência