Moro escondeu mais do que se pode imginar

Imagem
O TRF-4 precisa dar satisfação ao povo brasileiro sobre a conduta irregular do ex-juiz e atual ministro da Justiça, Sergio Moro.
O traidor da Pátria reconhece a veracidade das mensagens do Telegram divulgadas pelo TheIntecerptBrasil. Quando afirmou que deu palestras e doou o dinheiro pra "caridade", Moro assinou a sua culpa. Além disso, ele tenta esconder o crime que cometeu quando não declarou as palestras que havia dado desrespeitando a resolução do CNJ.
Afinal, pra que serve a estrutura do TRF-4? Depois de tudo que foi revelado até o momento nota-se que Sergio Moro faz pouco caso do órgão.

Militares das Forças Armadas ficam fora da reforma e os policiais estão dentro

A reforma da previdência proposta pelo ministro Paulo Guedes e pelo governo deixou de fora os militares das Forças Armadas. Exército, Marinha e Aeronáutica terão todos os direitos garantidos e ficarão de fora do projeto. As "melhorias" propostas pelo governo não agradaram nem um pouco o alto escalão militar que manifestou estar decididamente fora de qualquer projeto que mexa nos valores e na aposentadoria dos militares.

Na outra ponta, os policiais civis e militares estão dentro do projeto. A proposta do governo altera o regime de aposentadoria especial para membros das forças auxiliares. A decisão está causando insatisfação entre os policiais civis e militares.

Há especulações que mais da metade de todo efetivo das polícias do Brasil estejam contra o governo Jair Bolsonaro. Indicativos de paralisação já foram dados e diversas manifestações serão agendadas caso o governo insista na aprovação da reforma dentro das regras estalecidas.

Policiais civis e militares de todo país planejam organizar um movimento nacional para fazer frente as medidas da reforma da previdência e impedir que seja aprovada nos termos do governo.


Comentários

MAIS LIDAS

Aberração | Filhas solteiras de senadores ganham 33 mil reais. "Isso vai acabar", diz Bolsonaro

Goooooool! | Governo decide acabar com auxílio-reclusão

Deputados querem "gorjeta' de R$ 10 milhões pra votarem a Reforma da Previdência