George Soros investirá 1 bilhão de dólares. Pra quê?

Imagem
O bilionário George Soros anunciou na noite desta quinta (23) que investirá US$ 1 bilhão (cerca de R$ 4,2 bilhões) na criação de uma rede acadêmica para lutar contra os “ditadores de agora e em gestação” e as mudanças climáticas.
A iniciativa, batizada de Open Society University Network, foi divulgada num discurso em seu tradicional jantar anual durante o Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça.
Segundo nota publicada no site da fundação de Soros, a Open Society Foundation, o objetivo do projeto é conectar instituições de ensino superior pelo mundo, oferecendo cursos e programas de graduação conjuntos e pensado para reunir estudantes e professores de diferentes países.
A rede buscará alcançar lugares que não possuem educação de qualidade e busca promover os valores da liberdade de expressão e da diversidade de crenças, entre outros.
Soros ainda destilou duras críticas contra o posicionamento político e administrativo do presidente Jair Bolsonaro. O bilionário garante que o Brasil …

Militares das Forças Armadas ficam fora da reforma e os policiais estão dentro

A reforma da previdência proposta pelo ministro Paulo Guedes e pelo governo deixou de fora os militares das Forças Armadas. Exército, Marinha e Aeronáutica terão todos os direitos garantidos e ficarão de fora do projeto. As "melhorias" propostas pelo governo não agradaram nem um pouco o alto escalão militar que manifestou estar decididamente fora de qualquer projeto que mexa nos valores e na aposentadoria dos militares.

Na outra ponta, os policiais civis e militares estão dentro do projeto. A proposta do governo altera o regime de aposentadoria especial para membros das forças auxiliares. A decisão está causando insatisfação entre os policiais civis e militares.

Há especulações que mais da metade de todo efetivo das polícias do Brasil estejam contra o governo Jair Bolsonaro. Indicativos de paralisação já foram dados e diversas manifestações serão agendadas caso o governo insista na aprovação da reforma dentro das regras estalecidas.

Policiais civis e militares de todo país planejam organizar um movimento nacional para fazer frente as medidas da reforma da previdência e impedir que seja aprovada nos termos do governo.


Comentários

MAIS LIDAS

Deputados querem "gorjeta' de R$ 10 milhões pra votarem a Reforma da Previdência

Maduro mandar queimar lojas da Maçonaria sob acusação de organização criminosa

Arábia Saudita e Rússia ameaçam romper relações com Brasil. Agora ficou bonito!