TSE cassa mandato da juíza Selma

Imagem
Por 6 votos a 1, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu, nesta terça-feira 10, cassar o mandato da senadora Selma Arruda (Podemos-MT), conhecida como “Moro de saias” por abuso de poder econômico e caixa dois nas eleições do ano passado. Conhecida como Juíza Selma, a parlamentar aposentou-se da magistratura e concorreu ao cargo pelo PSL.
Com a decisão, novas eleições para o cargo deverão ser convocadas pela Justiça Eleitoral de Mato Grosso, cuja data ainda será definida. A cassação também atinge o primeiro e o segundo suplentes, Gilberto Possamai e Clerie Fabiana. A parlamentar pode recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF) para tentar suspender a cassação.

Gilmar Mendes revela: "Moro operava a Lava Jato. Dallagnol é um bobinho"

O ministro Gilmar Mendes declarou após tomar conhecimento das denúncias publicadas pelo site #InterceptBrasil que quem atuava diretamente no âmbito da Lava Jato era o então juiz Sérgio Moro. Mendes considera que as conversas comprometem toda apuração da Lava Jato e destaca que o juiz atuou como conselheiro da acusação e ao mesmo tempo julgador.

A postura de Sérgio Moro diante dos processos da Lava Jato, segundo juristas, compromete completamente todas as decisões tomadas na operação. Moro jamais poderia ter aconselhado o Ministério Público Federal (MPF) como fez indicando uma testemunha para acusar o réu.

O Supremo Tribunal Federal deverá rever as decisões e existe possibilidade que todas as decisões sejam anuladas.

O site InterceptBrasil ainda não publicou nem 10% de todo conteúdo considerado por algumas fontes como altamente explosivo.


Comentários

MAIS LIDAS

Aberração | Filhas solteiras de senadores ganham 33 mil reais. "Isso vai acabar", diz Bolsonaro

Goooooool! | Governo decide acabar com auxílio-reclusão

Deputados querem "gorjeta' de R$ 10 milhões pra votarem a Reforma da Previdência