URGENTE: OMS declara pandemia

Imagem
A Organização Mundial da Saúde (OMS) declara uma pandemia do coronavirus, num reconhecimento de que a mera estratégia de conter a proliferação da doença já não seria suficiente. A classificação significa que uma transmissão recorrente está ocorrendo em diferentes partes do mundo e de forma simultânea.
Na prática, ao anunciar a pandemia, a agência de Saúde indica que governos devem trabalhar não mais para apenas conter um caso. Mas atuar para atender uma parcela da população mais ampla e vulnerável. Estratégias direcionadas apenas para identificar casos e isolar pessoas precisam ser trocadas para um plano sanitário que possa focar em evitar mortes.

A mudança no status não significa que a taxa de letalidade tenha sido incrementada. Mas que o risco de um contágio seria maior. Em apenas uma semana, o número de países afetados passou de 45 para mais de 110.

(Da coluna de Jamil Chade no UOL)

Deputados avisam que vão vetar projeto assassino de Jair Bolsonaro

Os parlamentares estão revoltados com a decisão do presidente Jair Bolsonaro em enviar à Câmara dos Deputados proposta para acabar com as multas para quem não usar a cadeirinha no banco traseiro do veículo.

Integrante da base do governo e entusiasta de Jair Bolsonaro, a deputada Christiane Yared (PL-PR) ficou indignada com o projeto do presidente que, entre outras coisas, acaba com as multas para os motoristas que não usarem cadeirinhas para o transporte de crianças em carros.

“O que nos foi apresentado nos causa espanto e nos assusta (...) Não é possível que a gente aceite tudo isso como se fosse algo normal”, disse.

“Quanto custa uma cadeirinha? Eu não sei o valor de uma cadeirinha, mas sei o valor de um terreno no cemitério. Eu sei quanto custa um caixão, eu paguei o caixão do meu filho. Eu sei quanto custa choro, flores”, completou, exigindo maior rigidez nas leis de trânsito.




Comentários

MAIS LIDAS

Maduro mandar queimar lojas da Maçonaria sob acusação de organização criminosa

Mamata | General corta contratinho de R$ 30 milhões para manter jornalistas no exterior

VÍDEO. Tratores com jatos lançam fezes sobre Parlamento francês