Moro escondeu mais do que se pode imginar

Imagem
O TRF-4 precisa dar satisfação ao povo brasileiro sobre a conduta irregular do ex-juiz e atual ministro da Justiça, Sergio Moro.
O traidor da Pátria reconhece a veracidade das mensagens do Telegram divulgadas pelo TheIntecerptBrasil. Quando afirmou que deu palestras e doou o dinheiro pra "caridade", Moro assinou a sua culpa. Além disso, ele tenta esconder o crime que cometeu quando não declarou as palestras que havia dado desrespeitando a resolução do CNJ.
Afinal, pra que serve a estrutura do TRF-4? Depois de tudo que foi revelado até o momento nota-se que Sergio Moro faz pouco caso do órgão.

Abreviaram a vida do ministro Teori Zavascki?

Os diálogos revelados pela parceria Folha-Intercept na edição do dia 23 de julho de 2019 podem reabir um debate e a investigação sobre os reais motivos que levaram à morte do ministro do STF, Teori Zavascki. Na conversa é fácil perceber a articulação Sergio Moro-Deltan Dallagnol para contornar os incômodos com o Supremo Tribunal Federal (STF).

Teori era um grande empecilho à Lava Jato.

A conversa exposta pelo aplicativo Telegram revela que o ministro era distinto. Teori seria um freio para o atrevimento da Lava Jato contra o Estado de Direito. Seus predicados de firmeza, imparcialidade, respeito e autoridade, mesmo não levando adiante a punição a Moro no episódio do vazamento das conversas de Lula e Dilma, foram vistos como ameaça.

Sua substituição por Luiz Edson Fachin era tudo o que faltava para a consumação da grande operação jurídico-política. Essa constatação certamente ressuscitará outras “teorias conspiratórias”. Como a história da influência da CIA, FBI e DoJ na operação que destruiu a economia e a democracia brasileira.


O destino da República foi selado no momento em que o avião que transportava Teori caiu.




Comentários

MAIS LIDAS

Aberração | Filhas solteiras de senadores ganham 33 mil reais. "Isso vai acabar", diz Bolsonaro

Goooooool! | Governo decide acabar com auxílio-reclusão

Deputados querem "gorjeta' de R$ 10 milhões pra votarem a Reforma da Previdência