Moro escondeu mais do que se pode imginar

Imagem
O TRF-4 precisa dar satisfação ao povo brasileiro sobre a conduta irregular do ex-juiz e atual ministro da Justiça, Sergio Moro.
O traidor da Pátria reconhece a veracidade das mensagens do Telegram divulgadas pelo TheIntecerptBrasil. Quando afirmou que deu palestras e doou o dinheiro pra "caridade", Moro assinou a sua culpa. Além disso, ele tenta esconder o crime que cometeu quando não declarou as palestras que havia dado desrespeitando a resolução do CNJ.
Afinal, pra que serve a estrutura do TRF-4? Depois de tudo que foi revelado até o momento nota-se que Sergio Moro faz pouco caso do órgão.

O fim do banquete do STF

O STF tem sido alvo de críticas na opinião pública e ganhou mais notoriedade após a publicação do valor orçado para aquisição de alimentos do tipo lagostas, camarões e etc. para compôr o cardápio dos ministros da Corte. A bagatela de R$ 1,13 milhão deixou o povo irritado.

O senador Reguffe (sem partido) considerou que o momento é propício para criação de um projeto de lei com objetivo de regulamentar os gastos com aquisição de alimentos para ministros, senadores e deputados. Ele ainda destaca que não há somente gastos exagerados com alimentação. No ano passado o senador entrou numa batalha para regulamentar e reduzir despesas com aluguéis de automóveis que chegavam a R$ 1 milhão. Conseguiu.

A proposta de Reguffe é que os gastos com alimentação sejam balizados por uma cesta básica com ingredientes do cotidiano da cozinha brasileira.


Comentários

  1. Acho um absurdo isso de ministro fazer o que eles bem quiserem. Acho que tudo que envolve o dinheiro público tem que existir um tipo de controle se não vira isso aí.

    ResponderExcluir
  2. Outra coisa tem que acabar com essa coisa de indicar ministro tem que ser por eleição e mandato de 4 anos sem reeleição

    ResponderExcluir

Postar um comentário

MAIS LIDAS

Aberração | Filhas solteiras de senadores ganham 33 mil reais. "Isso vai acabar", diz Bolsonaro

Goooooool! | Governo decide acabar com auxílio-reclusão

Deputados querem "gorjeta' de R$ 10 milhões pra votarem a Reforma da Previdência