Camargo Correa: explodiu o escândalo da maior de todas empreiteiras

Imagem
O Antagonista revelou dias atrás que a Polícia Federal apreendeu planilhas, contratos e recibos com mais de R$ 11 milhões pagos pela Camargo Corrêa a Márcio Thomaz Bastos e a uma dezena de escritórios de advocacia no âmbito das investigações da Operação Castelo de Areia.
O valor, porém, é quase quatro vezes maior. Em sua delação, Antonio Palocci disse que a Camargo Corrêa pagou um total de R$ 40 milhões.
Nesse valor, estariam os “5 milhões” que o ex-ministro afirma terem sido usados para a compra de uma liminar que travou a operação. Como mostramos em primeira mão, a cifra coincide com dois repasses feitos pela empreiteira logo após duas importantes decisões judiciais sobre o caso.
Segundo Palocci, Thomaz Bastos teria lhe dito que “pagou 5” no exterior, o que criou certa confusão na investigação sobre qual seria a moeda utilizada: dólares ou reais. Com os novos dados, a PF desconfia que não foram US$ 5 milhões, mas o equivalente a R$ 5 milhões na moeda americana.
Como revelamos em ago…

Explosão na CSN deixa funcionários feridos

Uma explosão numa panela de aciaria na Usina Presidente Vargas, planta siderúrgica da CSN em Volta Redonda, na porção fluminense do Vale do Paraíba, levou empregados da companhia para atendimento médico.

O incidente ocorreu por volta das 8 horas desta quarta-feira, 15. A CSN não informou o número de atingidos. Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos do Sul Fluminense, cerca de 20 trabalhadores foram atendidos.

Ainda conforme o sindicato, os trabalhadores atingidos inalaram fumaça ou tiveram os olhos irritados por fuligem. Não há relatos de feridos com gravidade.


Comentários

MAIS LIDAS

Aberração | Filhas solteiras de senadores ganham 33 mil reais. "Isso vai acabar", diz Bolsonaro

Goooooool! | Governo decide acabar com auxílio-reclusão

Deputados querem "gorjeta' de R$ 10 milhões pra votarem a Reforma da Previdência