General Heleno repudia ato em sua conta no Twitter

Imagem
O general Heleno é mais um militar que manifestou indignação contra atos de estelionato praticado por bolsonaristas que, segundo ele, estariam utilizando do nome do militar para arrecadar dinheiro em prol de ato político agendado pelo presidente Bolsonaro.
Heleno foi direto em suas redes sociais e manifestou sua preocupação com a atitude militantes.
Banners circulam pelas redes sociais com várias imagens de oficiais do alto escalão convocando à população para manifestação pelo fechamento do STF e do Congresso.




ATENÇÃO. Estão usando meu nome, indevidamente e sem meu conhecimento, para pedir apoio financeiro a empresários e amigos, em prol de propaganda e/ou de manifestações políticas. Alerto a todos que jamais faria isso ou autorizaria tal procedimento. — General Heleno (@gen_heleno) February 26, 2020

BOMBA. Eduardo Botelho confirma saída de "malas de dinheiro" da Camargo Correa. ÁUDIO

Eduardo Botelho, irmão de Fernando de Arruda Botelho revela em áudio a saída de "malas de dinheiro" do Grupo Camargo Correa. A conversa que está publicada abertamente nas redes sociais confirma que Davincci Lourenço de Almeida é mesmo sócio de Rosana Camargo Correa em algumas empresas do Grupo.

No áudio, cujas revelações podem fazer reabrir o caso sobre a morte do empresário Fernando de Arruda Botelho, morto em um suspeito acidente aéreo, em 2012, após de demitir 250 funcionários incluindo oficiais das Forças Armadas, é possível verificar a preocupação com a chegada da Polícia Federal na sede da empresa Conquista, a maior do Grupo. Eduardo não esconde de Davincci sua tensão quando afirma que "as malas saíram de lá".

Rosana, ex-mulher de Fernando, é citada por Eduardo, no áudio, como fazendo alterações contratuais na sociedade de diversas empresas e negociando a saída dos sócios dando imóveis como forma de pagamento. Eduardo deixa claro que Davincci Lourenço de Almeida é sócio de Rosana, porém fica surpreendido quando descobre que Davincci estaria sendo retirado da sociedade sem conhecimento e assinatura de documentos.

Davincci por sua vez destaca que se Rosana estivesse fazendo alterações contratuais na documentação da empresa, sem o seu conhecimento e assinatura, ele denunciaria tudo as autoridades policiais.

Eduardo não foi localizado para falar sobre o áudio.
Rosana não foi localizada para comentar sobre a participação nessa denúncia.
Davincci foi localizado e confirmou todas as informações e afirma que tem mais provas comprometedoras que envolvem gente importante da política e das Forças Armadas.




Ouça o áudio que conseguimos com exclusividade.


Comentários

MAIS LIDAS

Deputados negociam para votarem a Reforma da Previdência

Maduro mandar queimar lojas da Maçonaria sob acusação de organização criminosa

Arábia Saudita e Rússia ameaçam romper relações com Brasil. Agora ficou bonito!