Policiais disparam contra o rosto de uma mulher

Imagem
Elizangela Moraes, 44 anos, estava sentada em um banco com o namorado no município de Sorriso (MT), a 420 quilômetros de Cuiabá, quando os dois militares viraram uma esquina e efetuaram os disparos. Ela foi baleada no rosto e no pescoço.
Segundo testemunhas, os policiais Ezio Sousa Dias e Webert Batista Ribeiro, ambos de 30 anos, se envolveram em uma confusão em um bar. Os dois foram presos em flagrante. 
O namorada da vítima, Osvaldo Pereira Gomes Neto, disse, no entanto, que não havia confusão. "Eles nem falaram com a gente, não conhecíamos eles. Nós temos que respeitar a polícia em uma abordagem, porque somos pessoas de bem, mas eu pergunto, o que justifica esse tiro?", questiona. Seu relato foi publicado no G1.
(com informações do G1)



Vale faz terrorismo empresarial em Minas Gerais

A professora Tatiana Ribeiro, da Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop), relaciona decisões favoráveis à Vale a uma dependência econômica de municípios de Minas Gerais com a atividade mineradora; a conduta da empresa, segundo ela, pode ser considerada "terrorismo empresarial", porque se beneficia do medo e da falta de informação.

A mina de Brucutu foi fechada após ação do Ministério Público de Minas Gerais (MP-MG). A Vale conseguiu reverter a decisão na Justiça, mas não chegou a retomar a atividade da mina por causa de outra liminar.

Desta vez, a Prefeitura de São Gonçalo do Rio Abaixo recorreu e afirmou que o fechamento prejudicaria as atividades econômicas do município. A economia da cidade de 10 mil habitantes cresceu quase dez vezes após a chegada da Vale, em 2006. A arrecadação da cidade saltou de R$ 20 milhões, em 2005, para R$ 191,6 milhões, em 2014.

Ribeiro, que é integrante do Grupo de Estudos e Pesquisas Socioambientais da Ufop, avalia que essa dependência econômica é a base para uma "guerra de liminares" no estado de Minas Gerais — o que faz, na sua visão, com que a questão econômica prevaleça sobre os riscos socioambientais.

(fonte: MPMG)


Comentários

MAIS LIDAS

Deputados querem "gorjeta' de R$ 10 milhões pra votarem a Reforma da Previdência

Maduro mandar queimar lojas da Maçonaria sob acusação de organização criminosa

Arábia Saudita e Rússia ameaçam romper relações com Brasil. Agora ficou bonito!