George Soros investirá 1 bilhão de dólares. Pra quê?

Imagem
O bilionário George Soros anunciou na noite desta quinta (23) que investirá US$ 1 bilhão (cerca de R$ 4,2 bilhões) na criação de uma rede acadêmica para lutar contra os “ditadores de agora e em gestação” e as mudanças climáticas.
A iniciativa, batizada de Open Society University Network, foi divulgada num discurso em seu tradicional jantar anual durante o Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça.
Segundo nota publicada no site da fundação de Soros, a Open Society Foundation, o objetivo do projeto é conectar instituições de ensino superior pelo mundo, oferecendo cursos e programas de graduação conjuntos e pensado para reunir estudantes e professores de diferentes países.
A rede buscará alcançar lugares que não possuem educação de qualidade e busca promover os valores da liberdade de expressão e da diversidade de crenças, entre outros.
Soros ainda destilou duras críticas contra o posicionamento político e administrativo do presidente Jair Bolsonaro. O bilionário garante que o Brasil …

Rodrigo Maia dispara contra governo Bolsonaro: "é um desastre!"

O presidente Jair Bolsonaro elogiou a participação de Rodrigo Maia na articulação pela aprovação do texto da Reforma da Previdência que tramitou na CCJ. O pronunciamento do presidente foi curto e objetivo dando sinais que quanto menos falar é melhor.

Por outro lado, o presidente da Câmara dos Deputados não foi recíproco mas confirmou que estará junto do governo nas votações que for necessário aprovar. Vamos ver até onde vai esse compromisso. Na sua fala para a Globo News, Maia disparou sobre a agenda do governo afirmando que é um "desastre". 

O por que desse termo?

“Por quê? Por que a gente não sabe ainda qual é essa agenda do governo para que a gente possa ter clareza de dizer ‘quero fazer parte’. Qual é a agenda do governo? Eu pergunto qual é a agenda do governo para a Educação? Eu não sei qual é até o momento. Ninguém sabe. Qual é a agenda do governo nas Relações internacionais? É um desastre.”

O presidente da Câmara acrescentou que não tem uma boa relação com Jair Bolsonaro.

“Mas para mim não é importante. Ele vai poder contar comigo na Previdência e em outras reformas”, ponderou.


Comentários

MAIS LIDAS

Deputados querem "gorjeta' de R$ 10 milhões pra votarem a Reforma da Previdência

Maduro mandar queimar lojas da Maçonaria sob acusação de organização criminosa

Arábia Saudita e Rússia ameaçam romper relações com Brasil. Agora ficou bonito!