Moro escondeu mais do que se pode imginar

Imagem
O TRF-4 precisa dar satisfação ao povo brasileiro sobre a conduta irregular do ex-juiz e atual ministro da Justiça, Sergio Moro.
O traidor da Pátria reconhece a veracidade das mensagens do Telegram divulgadas pelo TheIntecerptBrasil. Quando afirmou que deu palestras e doou o dinheiro pra "caridade", Moro assinou a sua culpa. Além disso, ele tenta esconder o crime que cometeu quando não declarou as palestras que havia dado desrespeitando a resolução do CNJ.
Afinal, pra que serve a estrutura do TRF-4? Depois de tudo que foi revelado até o momento nota-se que Sergio Moro faz pouco caso do órgão.

Rodrigo Maia dispara contra governo Bolsonaro: "é um desastre!"

O presidente Jair Bolsonaro elogiou a participação de Rodrigo Maia na articulação pela aprovação do texto da Reforma da Previdência que tramitou na CCJ. O pronunciamento do presidente foi curto e objetivo dando sinais que quanto menos falar é melhor.

Por outro lado, o presidente da Câmara dos Deputados não foi recíproco mas confirmou que estará junto do governo nas votações que for necessário aprovar. Vamos ver até onde vai esse compromisso. Na sua fala para a Globo News, Maia disparou sobre a agenda do governo afirmando que é um "desastre". 

O por que desse termo?

“Por quê? Por que a gente não sabe ainda qual é essa agenda do governo para que a gente possa ter clareza de dizer ‘quero fazer parte’. Qual é a agenda do governo? Eu pergunto qual é a agenda do governo para a Educação? Eu não sei qual é até o momento. Ninguém sabe. Qual é a agenda do governo nas Relações internacionais? É um desastre.”

O presidente da Câmara acrescentou que não tem uma boa relação com Jair Bolsonaro.

“Mas para mim não é importante. Ele vai poder contar comigo na Previdência e em outras reformas”, ponderou.


Comentários

MAIS LIDAS

Aberração | Filhas solteiras de senadores ganham 33 mil reais. "Isso vai acabar", diz Bolsonaro

Goooooool! | Governo decide acabar com auxílio-reclusão

Deputados querem "gorjeta' de R$ 10 milhões pra votarem a Reforma da Previdência