Deputado sofre atentado

Imagem
O deputado federal Loester Trutis, do PSL de Mato Grosso do Sul, disse em suas redes sociais que ele e sua equipe foram alvos de um atentado na manhã deste domingo.
Segundo a publicação, o parlamentar seguia de Campo Grande para Sidrolândia quando o carro em que estava foi alvejado por pelo menos 5 disparos.
“O deputado conseguiu revidar o ataque. Apesar da emboscada, todos estão bem e sem ferimentos”, diz a postagem.

Mourão se cala sobre decisão da justiça

Após o julgamento do Superior Tribunal de Justiça (STJ) que reduziu a pena imposta ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no caso do triplex do Guarujá, o vice-presidente Hamilton Mourão disse nesta terça-feira, 23, a jornalistas que "decisão do Judiciário" não se comenta. "Foi reduzida para oito anos (a pena), acho que ele pode sair em um ano e cinco meses (com a progressão), lá por setembro. Decisão do Judiciário a gente não comenta, é igual arbitro de futebol", disse quando questionado sobre o julgamento.

A decisão pela redução da pena do petista para 8 anos, 10 meses e 20 dias de reclusão foi tomada na tarde desta terça pela Quinta Turma do STJ, por unanimidade. Os quatro ministros aceitaram parcialmente o recurso da defesa de Lula, que está preso na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba desde abril do ano passado, após ser condenado em segunda instância no caso do triplex.Após o julgamento do Superior Tribunal de Justiça (STJ) que reduziu a pena imposta ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no caso do triplex do Guarujá, o vice-presidente Hamilton Mourão disse nesta terça-feira, 23, a jornalistas que "decisão do Judiciário" não se comenta. "Foi reduzida para oito anos (a pena), acho que ele pode sair em um ano e cinco meses (com a progressão), lá por setembro. Decisão do Judiciário a gente não comenta, é igual arbitro de futebol", disse quando questionado sobre o julgamento.

A decisão pela redução da pena do petista para 8 anos, 10 meses e 20 dias de reclusão foi tomada na tarde desta terça pela Quinta Turma do STJ, por unanimidade. Os quatro ministros aceitaram parcialmente o recurso da defesa de Lula, que está preso na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba desde abril do ano passado, após ser condenado em segunda instância no caso do triplex.


Comentários

MAIS LIDAS

Deputados querem "gorjeta' de R$ 10 milhões pra votarem a Reforma da Previdência

Maduro mandar queimar lojas da Maçonaria sob acusação de organização criminosa

Arábia Saudita e Rússia ameaçam romper relações com Brasil. Agora ficou bonito!