Roubo de carne: quadrilha rouba 30 toneladas

Imagem
Um motorista foi sequestrado e teve um caminhão com 30 toneladas de carne roubado por uma quadrilha nesse domingo (8) em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá.

Segundo a Polícia Militar, dois suspeitos foram presos. A carga, avaliada em R$ 370 mil, foi recuperada junto com o caminhão.

O crime foi descoberto depois que os policiais perceberam uma movimentação suspeita na região da Comunidade Pai André, em Várzea Grande. Dois homens foram flagrados descarregando peças de carne de um caminhão câmara fria para uma picape.

Jair Bolsonaro quem vai encarar os banqueiros?

O presidente Jair Bolsonaro está encurralado pelos movimentos MBL e Nas Ruas, além de contar com a tensão criada pelos deputados federais de sua base que forçam a votação da Reforma da Previdência. Na verdade, quem está nos bastidores dessa reforma são os banqueiros.

Bancos privados são os mais interessados na votação e aprovação da reforma previdenciária. O montante da dívida dos bancos com a União ultrapassa R$ 300 bilhões. Entregar a carteira previdenciária para a iniciativa privada significa abrir um mercado para bancos venderem capitalização e amortizarem suas dívidas sobre o capital a ser explorado.

Nesta quarta-feira (17) a CCJ colocou para a próxima semana a votação e a leitura do parecer que determina se o projeto seguirá ou não para a Câmara dos Deputados. Bastou o adiamento para começar o ataque especulativo dos bancos sobre a economia brasileira. O dólar começou a operar em alta e os índices da BOVESPA caíram. Isso significa que os bancos estão emitindo papéis e sinalizando para investidores que não é seguro colocar dinheiro no Brasil.

Bolsonaro precisa buscar estruturar o governo de forma que o mercado seja domado e o dólar não dite as normas da economia.




Comentários

MAIS LIDAS

Aberração | Filhas solteiras de senadores ganham 33 mil reais. "Isso vai acabar", diz Bolsonaro

Goooooool! | Governo decide acabar com auxílio-reclusão

Deputados querem "gorjeta' de R$ 10 milhões pra votarem a Reforma da Previdência