Moro escondeu mais do que se pode imginar

Imagem
O TRF-4 precisa dar satisfação ao povo brasileiro sobre a conduta irregular do ex-juiz e atual ministro da Justiça, Sergio Moro.
O traidor da Pátria reconhece a veracidade das mensagens do Telegram divulgadas pelo TheIntecerptBrasil. Quando afirmou que deu palestras e doou o dinheiro pra "caridade", Moro assinou a sua culpa. Além disso, ele tenta esconder o crime que cometeu quando não declarou as palestras que havia dado desrespeitando a resolução do CNJ.
Afinal, pra que serve a estrutura do TRF-4? Depois de tudo que foi revelado até o momento nota-se que Sergio Moro faz pouco caso do órgão.

Eduardo Bolsonaro entra na briga e sai em defesa do irmão

Eduardo Bolsonaro é outro que está acordando para a realidade. Apesar de toda experiência política quem está dentro do jogo geralmente fica cego, sem tempo e paga o preço alto por não enxergar o movimento do tabuleiro.

Nesta quarta-feira (24), o deputado federal Eduardo Bolsonaro reforçou as críticas de seu irmão em relação as atitudes no campo político do general Mourão. O parlamentar destacou que o vice-presidente deve ser "soldado" do presidente da República.

O que tem causado bastante ruído são as sucessivas declarações do vice-presidente de maneira contrária ao presidente da República. O que parece é que, se o general conseguir cumprir a missão dele, que é substituir o presidente no caso da ausência, tudo bem. Ou as missões que o presidente der a ele. Se ele for um soldado do presidente, tudo se encaixa — disse Eduardo ao "Estado", ao ser questionado sobre a polêmica envolvendo as postagens de Olavo e as respostas de Mourão.

A família Bolsonaro ainda não percebeu que o "foro de São Paulo" joga para tirar qualquer possibilidade de candidatura em São Paulo, em 2020, de pessoas ligadas ao clã Bolsonaro. Joice é a bola da vez e pra isso desidratar o governo é a missão.



Comentários

MAIS LIDAS

Aberração | Filhas solteiras de senadores ganham 33 mil reais. "Isso vai acabar", diz Bolsonaro

Goooooool! | Governo decide acabar com auxílio-reclusão

Deputados querem "gorjeta' de R$ 10 milhões pra votarem a Reforma da Previdência