Pastor admite estupro de menor mas culpa o demônio

Imagem
O pastor de uma igreja na cidade de Gaithersburg, no estado de Maryland (EUA), foi preso nesta quarta-feira (25) após ser acusado de uma tentativa de estupro por uma menina que frequentava o local. Ao ser questionado sobre o abuso, ele afirmou que foi levado a atacar a vítima por 'demônios internos'.
Segundo informações da rede de TV norte-americana NBC, o home, identificado como Octavio Cantarero, de 42 anos, é pastor na Igreja Pentecostal Príncipe da Paz e teria invadido o quarto da jovem, que não teve a idade revelada, enquanto ela dormia.
No depoimento, a vítima afirmou que acordou com Cantarero já em cima dela, mas que conseguiu lutar com ele e fugir do quarto. Após a tentativa de estupro, ele teria tentado abafar o caso e silenciar a garota com alguns presentes, além de prometer que a colocaria em uma escola e até pagaria o aluguel de uma residência, caso ela quisesse se mudar.
Ainda de acordo com a publicação, a menina vivia em um dos quartos da igreja desde o último di…

Mangueira é acusada de usar dinheiro de propina e ligação com tráfico

Os carnavalescos carioca da Mangueira sambam sobre o cadáver de Marielle Franco, enquanto o presidente da "escola" está preso, em casa, por ordem da Justiça.

"Quando a Estação Primeira de Mangueira entrou no Sambódromo para homenagear a vereadora assassinada Marielle Franco (PSol), o presidente da agremiação, o deputado estadual Francisco Manoel de Carvalho, o Chiquinho da Mangueira (PSC), estava em casa. Ele cumpre prisão domiciliar desde janeiro, por decisão do presidente do Superior Tribunal de Justiça, o ministro João Otávio de Noronha. 

Antes disso, estava preso, desde novembro, acusado de movimentar, utilizando contas suas, de sua mãe e da própria Mangueira, R$ 3 milhões advindos do pagamento de propina. Esta não é a primeira acusação que recai sobre a tradicional escola de samba, fundada em 1928 e que se sagrou a campeã do carnaval de 2019 no Rio de Janeiro. "

Um grupo de parlamentares estuda pedir a suspensão de agremiações que estejam envolvidas em casos de corrupção e tenham ligações suspeitas com tráfico de drogas. A perda dos títulos de utilidade pública pode suspender e provocar o repasse de verbas do estado para os desfiles das envolvidas em casos de corrupção.

"Não há motivos pra financiar escolas de samba que estejam envolvidas em crimes", disse um deputado que preferiu manter sigilo até que a proposta seja analisada pelos colegas.



Comentários

MAIS LIDAS

Aberração | Filhas solteiras de senadores ganham 33 mil reais. "Isso vai acabar", diz Bolsonaro

Goooooool! | Governo decide acabar com auxílio-reclusão

Deputados querem "gorjeta' de R$ 10 milhões pra votarem a Reforma da Previdência