Angola antecipa pagamento e quita empréstimo com Brasil. E agora?

Imagem
Os empréstimos brasileiros concedidos via BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) para os países africanos geraram polêmicas durante o período pré-eleitoral e eleitoral. Vários candidatos utilizaram do argumento para plataforma política e até acusações consideradas infundadas sobre lavagem de dinheiro.
Nesta segunda-feira (9) o Ministério da Economia divulgou nota onde afirma que Angola antecipou o pagamento de todas as parcelas do empréstimo adquirido via BNDES com o Brasil. O dinheiro foi repassado através de parceria entre o governo angolano, a iniciativa privada e o governo brasileiro. 
Angola honrou o compromisso e não deve mais nenhum centavo ao Brasil. Vale ressaltar que o empréstimo rendeu juros aos cofres públicos possibilitando o aumento da receita.

Por que o presidente da OAB não simpatiza com a Lava Jato e o governo Bolsonaro?

O novo presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz, em entrevista à Folha declarou não ser simpático a operação Lava Jato. Santa Cruz foi eleito de forma indireta por um Conselho também escolhido indiretamente. Isso provocou ruídos entre os membros da Ordem.

As declarações de Santa Cruz também batem de frente com o governo Jair Bolsonaro. A postura do novo presidente tem sido vista com desconfiança em razão de seu viés ideológico, alinhado com a esquerda.

Um novo episódio surge na recente trajetória de Santa Cruz como presidente da OAB. O escritório dele, segundo divulgado pela imprensa, teria sido contemplado com um contrato, sem licitação, com o SERPRO - Serviço Nacional de Processamento de Dados. O valor é expressivo e chama atenção de autoridades que investigam denúncias no âmbito da Lava Jato. Durante o governo Dilma Rousseff o escritório de Santa Cruz recebeu a bagatela de R$ 1,26 milhão.

O site O Antagonista disparou outra bomba. Santa Cruz, detém através de seu escritório, um contrato de R$ 2,5 milhões com a Petrobras. A estatal é um dos principais alvos da Lava Jato e segundo o ministro Sérgio Moro, a empresa foi saqueada pelo governo petista.

Santa Cruz, depois da entrevista à Folha, é visto como defensor do fim da Lava Jato.

É agora?

Deixe seu comentário.




Comentários

MAIS LIDAS

Aberração | Filhas solteiras de senadores ganham 33 mil reais. "Isso vai acabar", diz Bolsonaro

Goooooool! | Governo decide acabar com auxílio-reclusão

Deputados querem "gorjeta' de R$ 10 milhões pra votarem a Reforma da Previdência