Pastor admite estupro de menor mas culpa o demônio

Imagem
O pastor de uma igreja na cidade de Gaithersburg, no estado de Maryland (EUA), foi preso nesta quarta-feira (25) após ser acusado de uma tentativa de estupro por uma menina que frequentava o local. Ao ser questionado sobre o abuso, ele afirmou que foi levado a atacar a vítima por 'demônios internos'.
Segundo informações da rede de TV norte-americana NBC, o home, identificado como Octavio Cantarero, de 42 anos, é pastor na Igreja Pentecostal Príncipe da Paz e teria invadido o quarto da jovem, que não teve a idade revelada, enquanto ela dormia.
No depoimento, a vítima afirmou que acordou com Cantarero já em cima dela, mas que conseguiu lutar com ele e fugir do quarto. Após a tentativa de estupro, ele teria tentado abafar o caso e silenciar a garota com alguns presentes, além de prometer que a colocaria em uma escola e até pagaria o aluguel de uma residência, caso ela quisesse se mudar.
Ainda de acordo com a publicação, a menina vivia em um dos quartos da igreja desde o último di…

Força-tarefa da Lava Jato do Rio de Janeiro: a limpeza do estado do Rio está em curso

O juiz Marcelo Bretas tem sido um dos magistrados mais exigidos e vigiados após a saída do juiz Sérgio Moro, de Curitiba. Bretas é o homem cuja caneta pode promover a maior limpeza do estado do Rio de Janeiro.

O Rio de Janeiro foi sequestrado e assaltado pela maior quadrilha que o Brasil já teve conhecimento. Encabeçada pelo ex-governador Sérgio Cabral e figuras públicas ligadas ao próprio Ministério Público e Judiciário, o estado teve seus contas destruídas nos últimos 20 anos. Cabral, segundo o próprio MPF, roubou um "oceano de dinheiro". A analogia feita por um dos procuradores da Lava Jato buscava conduzir a percepção do povo brasileiro para o tamanho do problema.

Na condução da Lava Jato, no Rio de Janeiro, o juiz Marcelo Bretas já foi alvo de falsas denúncias e teve sua vida privada vasculhada pela imprensa chapa branca. Bretas é atualmente o magistrado com maior prestígio e credibilidade junto a opinião pública.

Cabe a força-tarefa da Lava Jato não permitir ser contaminada por ideologias e infiltrados do sistema político corrupto que arruinou as contas públicas da melhor economia do Brasil. O assalto orquestrado por Sérgio Cabral e sua quadrilha tirou do Rio de Janeiro sua capacidade de receber novos investimentos e gerar mais empregos.

O Rio vive seu pior momento na história. É competência das autoridades buscarem ganhar tempo para diminuir o sofrimento do povo causado exclusivamente pela inércia da Justiça em punir grandes criminosos.


Comentários

MAIS LIDAS

Aberração | Filhas solteiras de senadores ganham 33 mil reais. "Isso vai acabar", diz Bolsonaro

Goooooool! | Governo decide acabar com auxílio-reclusão

Deputados querem "gorjeta' de R$ 10 milhões pra votarem a Reforma da Previdência