Sport TV lança comercial polêmico e profano

Imagem
O Canal Sport TV lançou sua chamada oficial para a decisão da Taça Libertadores da América entre Flamengo e River Plate, no próximo dia 23 de novembro. A chamada está gerando a maior polêmica nas redes sociais e no meio religioso.
No vídeo aparecem imagens de santos, velas e de Jesus Cristo. A comunidade cristã está contestando a peça publicitária que circula em Portugal.
Tentamos contato com a empresa mas ninguém retornou até o fechamento dessa matéria.


Assista e deixe sua opinião sobre o marketing esportivo do Sport TV.

Bruno, ex-goleiro do Flamengo, faz mais uma besteira na vida. De volta ao regime fechado!

Preso desde 2010 por orquestrar a morte da ex-namorada Eliza Samúdio, o goleiro Bruno Fernandes de Souza foi novamente condenado. Desta vez, a Justiça mineira reconheceu que o ex-atleta cometeu falta grave ao utilizar telefone celular e marcar encontro com mulheres nas dependências da Associação de Proteção e Assistência ao Condenado (Apac), em Varginha, no Sul de Minas, onde cumpre pena.

O encontro de Bruno com "as meninas", como diz o processo, aconteceu em 18 de outubro do ano passado e foi registrado por câmeras de uma emissora de TV. No mês seguinte, o Conselho Disciplinar do Presídio de Varginha inocentou o goleiro. Mas o caso seguiu em julgamento e, na terça-feira (11), o juiz Tarciso Moreira de Souza, da 1ª Vara Criminal e de Execuções Penais de Varginha, identificou que houve a falta.

O magistrado revogou a autorização para que Bruno trabalhe fora do presídio, declarou a perda de um sexto dos dias remidos e pediu a transferência do ex-atleta para Belo Horizonte. Com a nova condenação, segundo o advogado de Bruno, Fábio Gama, o ex-goleiro só poderá pedir progressão de pena e tentar deixar a prisão em 9 de fevereiro de 2023.


Comentários

MAIS LIDAS

Aberração | Filhas solteiras de senadores ganham 33 mil reais. "Isso vai acabar", diz Bolsonaro

Goooooool! | Governo decide acabar com auxílio-reclusão

Deputados querem "gorjeta' de R$ 10 milhões pra votarem a Reforma da Previdência