Moro escondeu mais do que se pode imginar

Imagem
O TRF-4 precisa dar satisfação ao povo brasileiro sobre a conduta irregular do ex-juiz e atual ministro da Justiça, Sergio Moro.
O traidor da Pátria reconhece a veracidade das mensagens do Telegram divulgadas pelo TheIntecerptBrasil. Quando afirmou que deu palestras e doou o dinheiro pra "caridade", Moro assinou a sua culpa. Além disso, ele tenta esconder o crime que cometeu quando não declarou as palestras que havia dado desrespeitando a resolução do CNJ.
Afinal, pra que serve a estrutura do TRF-4? Depois de tudo que foi revelado até o momento nota-se que Sergio Moro faz pouco caso do órgão.

Vai, Damares! | 400 pastores flagrados em site de relacionamentos extra-conjungais

A ação do grupo hacker Impact Team que levou à revelação de uma lista de pessoas cadastradas no site de encontros extraconjugais Ashley Madison causou grande impacto no meio cristão. Ao menos 400 pastores e líderes evangélicos do Canadá e Estados Unidos foram flagrados nos arquivos.

A revelação dos nomes das pessoas que se cadastraram no site para conseguirem encontros extraconjugais causou enorme rebuliço entre os usuários como um todo, com grande destaque por parte da imprensa.

Com o slogan “A vida é curta. Curta um caso“, o site se tornou alvo dos hackers, incomodados com o incentivo à infidelidade conjugal, mas principalmente, indignados com a mentira contada pela empresa responsável de que todos os dados seriam apagados dos registros, caso os usuários contratassem um serviço específico.

“Para os invasores, esse serviço é uma fraude, pois as informações de pagamento do usuário – incluindo o nome completo – continuam armazenadas pela empresa”, comentou o especialista Altieres Rohr, no blog Segurança Digital, do G1. Assim, para provar que o site mentia, os hackers invadiram e revelaram a lista de usuários cadastrados.


Comentários

MAIS LIDAS

Aberração | Filhas solteiras de senadores ganham 33 mil reais. "Isso vai acabar", diz Bolsonaro

Goooooool! | Governo decide acabar com auxílio-reclusão

Deputados querem "gorjeta' de R$ 10 milhões pra votarem a Reforma da Previdência