Bomba-relógio: EUA criaram uma bolha de dívidas maior que 2008. É assustador!

Imagem
Analistas econômicos cada vez mais se lembram da crise financeira de 2008 e advertem que as bolhas podem voltar e arrebentar a qualquer momento. Analista econômico avalia o perigo atual.
Se há mais de 10 anos foi a bolha do mercado imobiliário, agora há outra bomba-relógio: a dívida corporativa, opina o analista econômico Michael Snyder.
“Nós enfrentamos uma bomba de dívida corporativa que é muito, muito maior do que a que enfrentamos em 2008”, disse o autor no seu artigo para TheMostImportantNews.com.
Segundo o analista, as taxas de juros excessivamente baixas da última década permitiram às corporações estadunidenses acumular a maior dívida corporativa da história.
A dívida corporativa total dos Estados Unidos alcançou quase US$ 10 trilhões (R$ 41 trilhão), um recorde de 47% da economia em geral, observa o autor.
No entanto, a dívida total das empresas é na realidade muito maior, se se tiver em conta a dívida das pequenas e médias empresas, as empresas familiares e outras que não est…

Política e Poder | Policiais ameaçam entrar em greve

Entidades ligadas à área de segurança pública no estado – polícias Civil e Militar e Corpo de Bombeiros – se reúnem na manhã desta quarta-feira para discutir estratégias contra o pagamento do 13º do ano passado em 11 parcelas, sempre no primeiro dia útil após o dia 20 de cada mês, e a manifestação marcada para a sexta-feira, dia 1º, em frente à Assembleia Legislativa. A categoria não descarta paralisações pontuais, com a redução da escala de trabalho ou a chamada “operação tartaruga”, em que os serviços são executados de forma mais lenta. PM anuncia 'posturas radicais contundentes'. 

Uma assembleia geral dos trabalhadores estava marcada para a tarde desta terça-feira na Cidade Administrativa, mas foi cancelada em razão dos trabalhos realizados em Brumadinho, onde na sexta-feira uma barragem da Vale se rompeu, causando, até o momento, 65 mortes. 

Tão logo o governo mineiro anunciou a escala de pagamento do abono natalino, a Associação dos Oficiais da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Minas Gerais (AOPMBM) divulgou nota no site em repúdio à medida. “Essa notícia conseguiu piorar o que já era ruim. Como diz o ditado: 'nada é tão ruim que não possa piorar.' Parece que a Governança não quer enxergar o caos que a medida acarreta. Famílias estão endividadas, com a renda comprometida, problemas de saúde dos servidores decorrentes desta situação e, a desmotivação começa dar sinais no quartéis na prestação da segurança pública”, diz trecho do texto assinado pelo presidente da entidade, coronel Ailton Cirilo da Silva.


Comentários

MAIS LIDAS

Aberração | Filhas solteiras de senadores ganham 33 mil reais. "Isso vai acabar", diz Bolsonaro

Goooooool! | Governo decide acabar com auxílio-reclusão

Deputados querem "gorjeta' de R$ 10 milhões pra votarem a Reforma da Previdência