Trump mandará brasileiros ilegais para prisões em outros países

Imagem
O Departamento de Segurança Interna dos Estados Unidos (DHS) cogita enviar imigrantes brasileiros que cruzam a fronteira do México de volta ao território mexicano enquanto aguardam audiência em tribunais norte-americanos, de acordo com uma autoridades EUA e uma autoridade mexicana a par das conversas.
As deliberações são uma reação ao aumento do número de brasileiros chegando à divisa entre EUA e México para pedir asilo a Washington, disseram as autoridades. O governo do presidente Donald Trump também estuda a possibilidade de enviar brasileiros postulantes a asilo a outras nações, segundo o funcionário norte-americano.
Trump, que busca a reeleição em novembro, fez da imigração um dos argumentos centrais de seu discurso ao eleitores. Durante seu governo, ele criticou os postulantes a asilo e argumentou que a maior parte dos imigrantes que chegam à fronteira carecem de uma justificativa válida para pedir proteção.
(com informações de Reuters)

Política e Poder | Petista é acusado de golpe em produtores rurais

O deputado petista militante nas redes sociais, Paulo Pimenta, enfrenta a fúria de seu próprio primo que disparou contra ele uma grave denúncia. Pimenta é acusado de comandar um forte esquema de fraudes na fronteiro do Rio Grande do Sul.

Em entrevista à “RBS TV“, O veterinário Antônio Mário Pimenta disse, em entrevista à RBS TV, que o parlamentar petista lesou vários produtores rurais do município de São Borja. O prejuízo ultrapassa R$ 12 milhões, segundo o primo de Pimenta.

Produtores de arroz foram convencidos por Pimenta a venderem toda produção para uma arrozeira, mas não viram a cor do dinheiro até hoje, conforme o “G1“.

Ao cobrarem a dívida do administrador da arrozeira, o veterinário Mário Pimenta, 53 anos, os produtores ouviram que o verdadeiro dono da empresa seria o primo dele, o deputado federal Pimenta, líder do PT na Câmara dos Deputados.

Paulo Pimenta é investigado por estelionato no Supremo Tribunal Federal (STF) desde 2012.

Segundo o “Gaúcha ZH“, um parecer da Procuradoria-Geral da República (PGR) afirma existir “indícios que apontam para o deputado federal como o verdadeiro proprietário da arrozeira, ou, ao menos, como quem mantinha com a citada empresa algum grau de vinculação que o faça também responsável pelas fraudes noticiadas”.


Comentários

MAIS LIDAS

Deputados querem "gorjeta' de R$ 10 milhões pra votarem a Reforma da Previdência

Maduro mandar queimar lojas da Maçonaria sob acusação de organização criminosa

Arábia Saudita e Rússia ameaçam romper relações com Brasil. Agora ficou bonito!