"Imprecionante": O INEP está infectado pelo analfabetismo do governo

Imagem
Depois que o ministro Weintraub, da Educação, escreveu "imprecionante" em sua conta oficial no Twitter vários erros gravíssimos foram detectados em postagens relacionadas a pasta. Alunos que prestaram o Enem acusam que há erros básicos na prova de redação. O caso está sob investigação.
Mais uma falha gravíssima surgiu nas redes sociais. Desta vez quem cometeu a barbárie foi a conta do INEP, órgão responsável pela aplicação do ENEM.
A conta do Inep, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, no Twitter cometeu um erro de português na sexta-feira, dia 17.
“Já são mais de 2,5 milhões de vizualizações (sic) das notas do Enem”, escreveu algum semianalfabeto de um governo de apedeutas.
Após a repercussão, a mensagem foi apagada.

Política e Poder | O Papa Francisco acaba de sair em defesa de Nicolás Maduro

O Vaticano divulgou nota  nesta quinta-feira (24), onde o papa Francisco disse que “apoia todos os esforços que permitam poupar sofrimento”, sendo contrário a saída imediata de Maduro.

A mensagem foi divulgada pelo Vaticano após o agravamento da crise na Venezuela.

O papa Francisco está em viagem ao Panamá para a Jornada Mundial da Juventude. O porta-voz interino da Santa Sé, Alessandro Gisotti, foi quem divulgou a mensagem oficial nesta quinta-feira (24):


“O Santo Padre, informado no Panamá das notícias vindas da Venezuela, acompanha de perto o desenrolar da situação e reza pelas vítimas e por todos os venezuelanos. A Santa Sé apoia todos os esforços que permitam aplacar o sofrimento da população.”


Enquanto Francisco voava de Roma para o Panamá, o líder opositor Juan Guaidó se autoproclamou presidente em exercício da Venezuela diante de milhares de cidadãos sedentos por democracia e paz.

Nesta quinta-feira (24), em seus primeiros discursos no Panamá, o papa não fez menção à crise venezuelana, enquanto pedia um compromisso contra a corrupção e oferecia a ajuda da Igreja Católica para combater os “medos e receios” em torno de uma onda migratória sem precedentes na América Latina, informa o "Correio Braziliense".

vaticano publica nota

Comentários

MAIS LIDAS

Deputados querem "gorjeta' de R$ 10 milhões pra votarem a Reforma da Previdência

Maduro mandar queimar lojas da Maçonaria sob acusação de organização criminosa

Arábia Saudita e Rússia ameaçam romper relações com Brasil. Agora ficou bonito!