Angola antecipa pagamento e quita empréstimo com Brasil. E agora?

Imagem
Os empréstimos brasileiros concedidos via BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) para os países africanos geraram polêmicas durante o período pré-eleitoral e eleitoral. Vários candidatos utilizaram do argumento para plataforma política e até acusações consideradas infundadas sobre lavagem de dinheiro.
Nesta segunda-feira (9) o Ministério da Economia divulgou nota onde afirma que Angola antecipou o pagamento de todas as parcelas do empréstimo adquirido via BNDES com o Brasil. O dinheiro foi repassado através de parceria entre o governo angolano, a iniciativa privada e o governo brasileiro. 
Angola honrou o compromisso e não deve mais nenhum centavo ao Brasil. Vale ressaltar que o empréstimo rendeu juros aos cofres públicos possibilitando o aumento da receita.

Política e Poder | Nicolás Maduro está roubando todo ouro da Venezuela

Com esquemas sofisticados, a ditadura de Nicolás Maduro participa no voo de ouro. A descoberta de uma carga de ouro em Aruba expôs uma rota para levar ouro da Venezuela através das ilhas holandesas do Caribe para a Europa e Dubai.

O Banco Central da Venezuela, que por lei autoriza a comercialização do ouro, ficou no meio de uma rede de corrupção que demonstra o fracasso da política de Hugo Chávez de nacionalizar esse material estratégico e controlar o tráfico ilegal.

Nicolás Maduro, por sua vez, não fez absolutamente nada para corrigir. Pelo contrário, lucrou com isso.

Os Estados Unidos anunciaram sanções para bloquear operações ligadas à cadeia de extração e comercialização envolvendo empresas militares, públicas e privadas, gangues criminosas locais e guerrilheiros colombianos.
O negócio oficial

O Banco Central venezuelano compra ouro em El Callao de intermediários selecionados, associações de produtores e grupos de mineradores registrados, chamados “brigadas de mineração”.

El Callao é uma cidade venezuelana, capital do município de El Callao. É considerada a cidade mais violenta da Venezuela e uma das mais violentas do mundo, tudo isso devido a uma “febre do ouro” que vem acontecendo na região desde o início da crise na Venezuela e que tem atraído garimpeiros ilegais e cartéis de drogas

O processador estatal de ouro Minerven derrete o minério em barras, que as aeronaves militares transportam para bases aéreas em torno de Caracas.

Soldados descarregam as riquezas em veículos blindados destinados ao Banco Central.

O banco está vendendo ouro para manter o país à tona, reduzindo suas reservas de metal para US$ 6,6 bilhões, de quase US$ 20 bilhões no início de 2012, segundo um relatório do banco de investimentos Caracas Capital Markets.

Quando o ouro chega a Caracas, é apresentado, às vezes ao próprio Maduro, em cerimônias transmitidas pela televisão estatal. Há inclusive imagens do ditador beijando barras de ouro circulando pela Internet.



Comentários

MAIS LIDAS

Aberração | Filhas solteiras de senadores ganham 33 mil reais. "Isso vai acabar", diz Bolsonaro

Goooooool! | Governo decide acabar com auxílio-reclusão

Deputados querem "gorjeta' de R$ 10 milhões pra votarem a Reforma da Previdência