Bomba-relógio: EUA criaram uma bolha de dívidas maior que 2008. É assustador!

Imagem
Analistas econômicos cada vez mais se lembram da crise financeira de 2008 e advertem que as bolhas podem voltar e arrebentar a qualquer momento. Analista econômico avalia o perigo atual.
Se há mais de 10 anos foi a bolha do mercado imobiliário, agora há outra bomba-relógio: a dívida corporativa, opina o analista econômico Michael Snyder.
“Nós enfrentamos uma bomba de dívida corporativa que é muito, muito maior do que a que enfrentamos em 2008”, disse o autor no seu artigo para TheMostImportantNews.com.
Segundo o analista, as taxas de juros excessivamente baixas da última década permitiram às corporações estadunidenses acumular a maior dívida corporativa da história.
A dívida corporativa total dos Estados Unidos alcançou quase US$ 10 trilhões (R$ 41 trilhão), um recorde de 47% da economia em geral, observa o autor.
No entanto, a dívida total das empresas é na realidade muito maior, se se tiver em conta a dívida das pequenas e médias empresas, as empresas familiares e outras que não est…

Política e Poder | Navio de cruzeiro despeja todas as fezes do mundo na baía de Santos

A imagem de um navio de cruzeiro tem circulado pela internet deixando os brasileiros indignados. Nela está um transatlântico despejando todo lixo contido à bordo na baía de Santos, próximo ao porto das Naus, em São Vicente, São Paulo.

O registro foi feito do alto e mostra a imensa lama de cor marrom sendo liberada pela embarcação.

Descargas são comuns em alto mar, porém essa aí na baía incomodou quem fica de olho no meio ambiente. Ao todo, segundo pesquisadores, mais de 6 bilhões de toneladas de lixo são descartadas nos oceanos. Um absurdo!

O que você pensa a respeito disso?

Navio de cruzeiro da descarga no oceano

Comentários

Postar um comentário

MAIS LIDAS

Aberração | Filhas solteiras de senadores ganham 33 mil reais. "Isso vai acabar", diz Bolsonaro

Goooooool! | Governo decide acabar com auxílio-reclusão

Deputados querem "gorjeta' de R$ 10 milhões pra votarem a Reforma da Previdência