Trump mandará brasileiros ilegais para prisões em outros países

Imagem
O Departamento de Segurança Interna dos Estados Unidos (DHS) cogita enviar imigrantes brasileiros que cruzam a fronteira do México de volta ao território mexicano enquanto aguardam audiência em tribunais norte-americanos, de acordo com uma autoridades EUA e uma autoridade mexicana a par das conversas.
As deliberações são uma reação ao aumento do número de brasileiros chegando à divisa entre EUA e México para pedir asilo a Washington, disseram as autoridades. O governo do presidente Donald Trump também estuda a possibilidade de enviar brasileiros postulantes a asilo a outras nações, segundo o funcionário norte-americano.
Trump, que busca a reeleição em novembro, fez da imigração um dos argumentos centrais de seu discurso ao eleitores. Durante seu governo, ele criticou os postulantes a asilo e argumentou que a maior parte dos imigrantes que chegam à fronteira carecem de uma justificativa válida para pedir proteção.
(com informações de Reuters)

Política e Poder | Guilherme de Pádua lança canal evangélico. Você perdoaria se fosse sua filha?

Condenado pelo assassinato da atriz Daniela Perez, filha da autora Gloria Perez, Guilherme de Pádua acaba de criar um canal no Youtube para fazer pregações. Hoje pastor da igreja evangélica, o ex-ator usa da experiência que teve no presídio para falar sobre vida cristã após o mundo do crime.

No primeiro vídeo, publicado há uma semana, ele fala das facções nas cadeias brasileiras. Em outro, com o título "Agora virou Santo, né? (Bandido que vira crente!)", Guilherme prega sobre o criminoso que se regenerou e virou cristão.

"Tem 26 anos que eu tenho contato com presídio. Sete anos preso, mais 19 participando de projetos. (...) Na igreja em que frequento, conheço dezenas de pessoas que eram do crime mudarem de vida porque se tornaram crentes. De certa forma, a igreja é um ambiente muito propício para pessoas que têm a tendência de fazer coisas erradas. A cultura é: precisamos fazer o correto. Porque, intimamente, dentro de cada um que começa a crer em Cristo, existe aquele sentimento que existe um Deus em mim, e que esse Deus me perdoa dos meus pecados, lança no mar de esquecimento e deles não se lembra mais.

Olha que coisa bem propícia para alguém que fez muita coisa errada: esse perdão, essa oportunidade de poder recomeçar. Quem não gostaria de falar: poxa, eu posso começar de novo, ter uma nova chance? E mais que isso: se eu me apagar a esse Deus, fizer uma aliança com Ele, Ele tem uma aliança comigo, e aguarda-me uma vida eterna", diz Guilherme no vídeo: "Não sou mais eu quem vivo, mas Cristo vive em mim".

Guilherme de Pádua e a então mulher, Paula Tomaz, foram condenados pelo assassinato da atriz Daniela Perez a tesouradas em 28 de dezembro de 1992. Eles foram condenados, cinco anos depois do crime, por homicídio qualificado, a 19 anos e seis meses de cadeia. Posteriormente, a pena foi reduzida a seis anos.

Guilherme de Pádua agora é santo

Comentários

MAIS LIDAS

Deputados querem "gorjeta' de R$ 10 milhões pra votarem a Reforma da Previdência

Maduro mandar queimar lojas da Maçonaria sob acusação de organização criminosa

Arábia Saudita e Rússia ameaçam romper relações com Brasil. Agora ficou bonito!