Trump mandará brasileiros ilegais para prisões em outros países

Imagem
O Departamento de Segurança Interna dos Estados Unidos (DHS) cogita enviar imigrantes brasileiros que cruzam a fronteira do México de volta ao território mexicano enquanto aguardam audiência em tribunais norte-americanos, de acordo com uma autoridades EUA e uma autoridade mexicana a par das conversas.
As deliberações são uma reação ao aumento do número de brasileiros chegando à divisa entre EUA e México para pedir asilo a Washington, disseram as autoridades. O governo do presidente Donald Trump também estuda a possibilidade de enviar brasileiros postulantes a asilo a outras nações, segundo o funcionário norte-americano.
Trump, que busca a reeleição em novembro, fez da imigração um dos argumentos centrais de seu discurso ao eleitores. Durante seu governo, ele criticou os postulantes a asilo e argumentou que a maior parte dos imigrantes que chegam à fronteira carecem de uma justificativa válida para pedir proteção.
(com informações de Reuters)

Política e Poder | Dilma deu aval para cometimento de crimes ambientais graves

Dilma Rousseff usou o Twitter neste sábado para dizer que em 2015 “assinei decreto que considera natural desastres como rompimento de barragens”.

Segundo Dilma, o objetivo do tal decreto era permitir que as vítimas do rompimento da barragem em Mariana pudessem sacar o FGTS.

Mas não foi só isso que ela, inocentemente, praticou. Tem mais!

A senhora Dilma Rousseff também abriu espaço para desmatamentos escabrosos que estão ocorrendo atualmente na Amazônia. Os decretos desastrosos colocaram o país em rota de destruição.

Segundo avaliação do Observatório do Código Florestal sobre a implementação da nova lei entre 2012 e 2016, dos 14 principais pontos regulamentados pela legislação, apenas um, as inscrições do CAR, tem grau de implementação satisfatório. O resto foi considerado um desastre absoluto.

Importantes organizações da área ambiental divulgaram um documento com severas críticas ao primeiro ano do governo Dilma Rousseff no setor. Instituto Socioambiental, Fundação SOS Mata Atlântica e WWF, entre outras, classificam o atual período como o de “maior retrocesso da agenda socioambiental desde o fim da ditadura”. A acusação é endossada pelo biólogo e consultor João Paulo Capobianco, um dos mais respeitados ambientalistas do país.


Comentários

  1. Nem sou petista, mas quanto aos acidentes com barragens, a ação dela já foi explicada centenas de vezes. Refere-se ao uso do FGTS pelas vítimas. Pesquisem antes de dizerem bobagens ou contribuam com uma informação honesta. Não engrossem a lista dos fabricantes de fake news.

    ResponderExcluir
  2. Tudo indica que o texto acima é eivado de má fé ou falta de entendimento do significado "causas naturais". O Decreto assinado pela Presidente Dilma, número 8.572, de 13/05/2015, teve por objeto justamente o contrário do que se pretende passar para a opinião pública, contribuindo para desinformação das pessoas: ou seja, incluir os desastres de rompimento de barragens para efeito de dar direito aos atingidos receber o FGTS, o que não estava previsto no Decreto número 5.113, de 22/06/2004, que trata de diversos tipos de sinistros, conforme descrito abaixo: PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84, inciso IV, da Constituição, e tendo em vista o disposto no art. 20, inciso XVI, da Lei no 8.036, de 11 de maio de 1990,
    DECRETA:
    Art. 1o O titular de conta vinculada do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço - FGTS que resida em área do Distrito Federal ou de Município, em situação de emergência ou estado de calamidade pública objeto de decreto do respectivo Governo, poderá movimentar a referida conta por motivo de necessidade pessoal, cuja urgência e gravidade decorram de desastre natural. De qual Lei o "autor" está se referindo no quinto parágrafo? Ou simplesmente jogou ao vento para enganar os desinformados ou sem compromisso com a verdade?

    ResponderExcluir

Postar um comentário

MAIS LIDAS

Deputados querem "gorjeta' de R$ 10 milhões pra votarem a Reforma da Previdência

Maduro mandar queimar lojas da Maçonaria sob acusação de organização criminosa

Arábia Saudita e Rússia ameaçam romper relações com Brasil. Agora ficou bonito!