Coronavírus no Brasil: Ministério da Saúde nega. Quem acredita no Ministério?

Imagem
Agentes de Saúde, do estado de Minas Gerais, acionaram o sinal de alerta sobre a suspeita de infecção pela bactéria do #coronavírus em uma paciente, que deu entrada com sintomas semelhantes ao que está sendo apresentado na China.
O caso está sendo acompanhando e investigado pela SES (Secretaria Estadual de Saúde), e tratado como 2019-nCoV. A secretaria informou que mais detalhes serão repassados ainda nesta quarta-feira (22).
A idade e a identidade do paciente ainda não foram confirmados. As autoridades chinesas identificaram o novo coronavírus, que resultou em mais de 400 casos confirmados no país asiático. O primeiro caso nos Estados Unidos foi anunciado em 21 de janeiro de 2020.
O Ministério da Saúde nega
O Ministério da Saúde contrapôs a informação prestada pela SES-MG onde afirma que não há comprovação que seja o mesmo vírus. A questão é: quem acredita na informação do governo?
O ano de 2019 foi marcado por desinformação promovida principalmente pelo presidente Jair Bolsonaro e diver…

Política e Poder | Bolsonaro pode cassar a concessão de mineradoras por crime ambiental

O presidente Jair Bolsonaro passou por procedimento cirúrgico nesta segunda-feira (28) para retirada da bolsa de colostomia. A cirurgia terminou bem e Bolsonaro está em recuperação.

Antes de entrar para o centro cirúrgico o presidente teria pedido que a sua equipe tivesse o máximo de empenho na apuração do crime ambiental ocorrido em Brumadinho, provocado pela queda da barragem do Feijão, sob responsabilidade da Vale.

Bolsonaro afirmou que é a segunda vez que uma empresa de grande porte comete esse tipo de crime e que isso não pode ficar apenas no âmbito da punição financeira.

Em 2015 a Samarco despejou rejeitos de minério sobre o distrito de Bento Gonçalves, em Mariana. Em 2019 foi a vez da Vale. Ambas são detentoras de concessões públicas para exploração do solo em áreas de exploração mineral. Para quem não sabe o Art. 20 da CF prevê que "São bens da União... os recursos minerais e também do subsolo". O crime ambiental cometido por essas duas gigantes da mineração pode decretar o fim da exploração por parte da Samarco e da Vale através da retirada da concessão.

A concessão pública para exploração do solo requer uma série de deveres e obrigações que devem ser respeitadas e cumpridas à risca pelas empresas cujo objetivo é a exploração mineral. O descumprimento de qualquer desses obrigações pode ensejar a cassação do título e o encerramento das atividades em solo brasileiro.



Comentários

MAIS LIDAS

Deputados querem "gorjeta' de R$ 10 milhões pra votarem a Reforma da Previdência

Maduro mandar queimar lojas da Maçonaria sob acusação de organização criminosa

Arábia Saudita e Rússia ameaçam romper relações com Brasil. Agora ficou bonito!