Sport TV lança comercial polêmico e profano

Imagem
O Canal Sport TV lançou sua chamada oficial para a decisão da Taça Libertadores da América entre Flamengo e River Plate, no próximo dia 23 de novembro. A chamada está gerando a maior polêmica nas redes sociais e no meio religioso.
No vídeo aparecem imagens de santos, velas e de Jesus Cristo. A comunidade cristã está contestando a peça publicitária que circula em Portugal.
Tentamos contato com a empresa mas ninguém retornou até o fechamento dessa matéria.


Assista e deixe sua opinião sobre o marketing esportivo do Sport TV.

Governo | Bolsonaro tem 22 ministérios e ainda vai cortar. Lula teve 35, Dilma 39 e Temer 32.

Apesar de o núcleo do governo Bolsonaro ainda discutir as prioridades a serem seguidas na minirreforma ministerial, que deve ser realizada ainda no primeiro semestre deste ano, o Planalto trabalha com um universo de, no máximo, nove demitidos. É a média dos últimos três presidentes. Os petistas Lula e Dilma demitiram oito e nove ministros respectivamente no seu primeiro ano. Michel Temer demitiu nove.


Em 2003, o então presidente Lula teve de demitir oito ministros, dos quais sete eram petistas como Cristovam Buarque e Tarso Genro.

A partir de 2011, nos mais de cinco anos de Planalto, Dilma Rousseff fez 86 trocas de ministros. No primeiro ano foram nove demitidos.

O ex-presidente Michel Temer (MDB) não teve um mandato completo, mas demitiu nove ministros no seu primeiro ano como presidente.

Jair Bolsonaro tem 22 ministérios na Esplanada, enquanto Lula teve 35, Dilma, 39 e Temer, 32. O número de demitidos deve ser menor.


Comentários

  1. Acredito que independente de ser filha de quem, pensões só deveriam ser pagas a filhos menores de 18 anos, deficientes fisico(dependendo da deficiência) ou mental.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

MAIS LIDAS

Aberração | Filhas solteiras de senadores ganham 33 mil reais. "Isso vai acabar", diz Bolsonaro

Goooooool! | Governo decide acabar com auxílio-reclusão

Deputados querem "gorjeta' de R$ 10 milhões pra votarem a Reforma da Previdência