Entregador do IFood é ameaçado por policial militar. Câmeras flagram ação

Imagem
A conduta do policial militar que ainda não teve seu nome revelado demonstra abuso de autoridade. O caso foi registrado por câmeras de segurança de um condomínio no Distrito Federal.
O entregador do IFood realizava o serviço quando teve que parar a motocicleta para fazer a entrega dentro do residencial. Por um instante apareceu o homem de camiseta e bermuda que obrigou o trabalhador sair do local. Não satisfeito, ainda sacou uma pistola da cintura em grave tom de ameaça contra a vida do motoboy. 
Ainda não se sabe o motivo de tanta ignorância. O caso foi registrado e será apurado pela 12ª Delegacia de Polícia.


Confira a atitude bizarra e grotesca de um policial que estraga a imagem da corporação.
Toda profissão tem que ser respeitada! Esse homem sentado ele é motoboy do ifood ele foi fazer uma entrega de rotina em um Residencial e por conta de ter estacionado o veículo dentro do prédio o policial que mora no condomínio foi expulsa-lo !! Isso é inaceitável pic.twitter.com/libTE9BP1d — Sar…

Escândalo | Arregaçaram o Brasil: meia dúzia de jornalistas custavam R$ 30 milhões

O pilar mais importante do atual governo tem nome: general Santos Cruz. O ministro está empenhado em um enorme levantamento de contratos entre o Poder Público e a iniciativa privada. No pente fino do novo ministro não escapa ninguém.

Santos Cruz, até o momento, permanece inabalável. Sobre ele ainda não recaiu nenhuma denúncia ou suspeita de favorecimentos. Com a caneta na mão e o aval do presidente Jair Bolsonaro, ele tem mantido a linha dura e a pontualidade de um militar no cumprimento da missão.

Vários contratos estão sendo auditados e a cada análise vem o susto.

No governo Dilma Rousseff, a administração pública mantinha um contrato com a empresa CDN (Central de Notícias) da ordem de R$ 30 milhões para manter, no exterior, meia dúzia de jornalistas nomeados na condição de embaixadores. Eles, segundo o governo, eram responsáveis pelo elo da assessoria de imprensa do governo com a mídia estrangeira. Esse tipo de trabalho no mundo digital custa quase zero e não necessita de agentes externos fixos.

Santos Cruz mandou suspender o contrato e cancelar a manutenção dos tais jornalistas no exterior. Pode esperar que a imprensa irá redobrar a carga de denúncias contra o governo na intenção de conseguir mais mordomias.


Comentários

MAIS LIDAS

Deputados querem "gorjeta' de R$ 10 milhões pra votarem a Reforma da Previdência

Maduro mandar queimar lojas da Maçonaria sob acusação de organização criminosa

Arábia Saudita e Rússia ameaçam romper relações com Brasil. Agora ficou bonito!