Moro escondeu mais do que se pode imginar

Imagem
O TRF-4 precisa dar satisfação ao povo brasileiro sobre a conduta irregular do ex-juiz e atual ministro da Justiça, Sergio Moro.
O traidor da Pátria reconhece a veracidade das mensagens do Telegram divulgadas pelo TheIntecerptBrasil. Quando afirmou que deu palestras e doou o dinheiro pra "caridade", Moro assinou a sua culpa. Além disso, ele tenta esconder o crime que cometeu quando não declarou as palestras que havia dado desrespeitando a resolução do CNJ.
Afinal, pra que serve a estrutura do TRF-4? Depois de tudo que foi revelado até o momento nota-se que Sergio Moro faz pouco caso do órgão.

Cala a boca! | General deu um chega pra lá em Miriam Leitão

A jornalista Mirim Leitão, da Globo News, cutucou a onça com vara curta quando quis manifestar sua opinião em relação ao MST (Movimento dos Sem Terra) que utiliza de meios violentos para invasão de propriedade privada no Brasil.

O novo ministro da pasta, General Santos Cruz, foi entrevistado pela Globo News na última semana. Na ocasião, a jornalista investiu contra o general alegando que o Brasil tem diversas terras ocupadas e improdutivas. Santos Cruz que responde pela Secretaria de Governo da Presidência da República foi objetivo.

"A lei será cumprida. Quem conceitua que a terra é improdutiva? Onde está isso? Quem tem o direito para classificar que uma propriedade privada seja improdutiva? Agora é a lei que irá cumpri seu papel em caso de invasões", disse o general.

Santos ainda enfatizou a estratégia partidária do PT que fazia movimentos e incitava o MST para ocupações com objetivos políticos e eleitoreiros, usando as pessoas como massa de manobra.


Comentários

  1. Esta Mirian leitão, é uma leitoa

    Esta Mirian leitão é uma leitoa...... mulher Muito idiota.....

    ResponderExcluir

Postar um comentário

MAIS LIDAS

Aberração | Filhas solteiras de senadores ganham 33 mil reais. "Isso vai acabar", diz Bolsonaro

Goooooool! | Governo decide acabar com auxílio-reclusão

Deputados querem "gorjeta' de R$ 10 milhões pra votarem a Reforma da Previdência