Moro escondeu mais do que se pode imginar

Imagem
O TRF-4 precisa dar satisfação ao povo brasileiro sobre a conduta irregular do ex-juiz e atual ministro da Justiça, Sergio Moro.
O traidor da Pátria reconhece a veracidade das mensagens do Telegram divulgadas pelo TheIntecerptBrasil. Quando afirmou que deu palestras e doou o dinheiro pra "caridade", Moro assinou a sua culpa. Além disso, ele tenta esconder o crime que cometeu quando não declarou as palestras que havia dado desrespeitando a resolução do CNJ.
Afinal, pra que serve a estrutura do TRF-4? Depois de tudo que foi revelado até o momento nota-se que Sergio Moro faz pouco caso do órgão.

Tarifa quadruplicada | Roubaram tanto que os trouxas pagaram quatro vezes mais

Os pedágios e as tarifas estão, praticamente, destruindo a renda da família e do trabalhador brasileiro. Uma viagem simples pode ficar muito cara devido ao valor cobrado pelas praças de pedágios distribuídas em rodovias em péssimas condições e outras razoáveis. 

A Operação Lava Jato em sua 48ª fase concluiu que o valor da tarifa em praças de pedágios nas rodovias federais que cortam o estado do Paraná quadruplicou. É inviável, por exemplo, realizar um frete por um preço justo. Caminhoneiros denunciaram que chegam a pagar mais de R$ 2 mil em um trecho pequeno por uma carreta de nove eixos.

O motorista que viaja com a família para o litoral não gastará menos que R$ 100 em pedágios somente na ida. O valores abusivos cobrados pelas concessionárias, segundo a Lava Jato, servem para bancar propina para políticos que atuam como intermediários em negociações para concessões.

E agora? Vão ressarcir o povo que foi lesado? Suspenderão a cobrança até que todo valor roubado seja descontado da empresa que lesou o Brasil?

Como ficará essa situação? Deixe sua opinião.


Comentários

MAIS LIDAS

Aberração | Filhas solteiras de senadores ganham 33 mil reais. "Isso vai acabar", diz Bolsonaro

Goooooool! | Governo decide acabar com auxílio-reclusão

Deputados querem "gorjeta' de R$ 10 milhões pra votarem a Reforma da Previdência