Roubo de carne: quadrilha rouba 30 toneladas

Imagem
Um motorista foi sequestrado e teve um caminhão com 30 toneladas de carne roubado por uma quadrilha nesse domingo (8) em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá.

Segundo a Polícia Militar, dois suspeitos foram presos. A carga, avaliada em R$ 370 mil, foi recuperada junto com o caminhão.

O crime foi descoberto depois que os policiais perceberam uma movimentação suspeita na região da Comunidade Pai André, em Várzea Grande. Dois homens foram flagrados descarregando peças de carne de um caminhão câmara fria para uma picape.

Homem de Temer | Alexandre defende o indulto, a aberração natalina

Todo ano é essa ladainha. O governo quer beneficiar de alguma forma que comete crimes contra o povo brasileiro. Não são crimes comuns. Os beneficiados pelo indulto natalino que poderá ser concedido pelo presidente Michel Temer, são criminosos que causaram sérios prejuízos aos cofres públicos.

Temer insiste na ideia de soltar os bandidos alegando que está dentro da lei. Pode estar sim, porém é hora de mudar tudo neste país. Soltar bandido virou rotina em nosso sistema judiciário. 

O maior defensor do presidente Michel Temer é o ministro Alexandre de Moraes. Ele é conhecedor das leis e defende com unhas e dentes os argumentos do presidente quanto a concessão do benefício. O STF tem sido alvo de grande crítica por parte da sociedade que está cansada de injustiças.

Caso o indulto seja mesmo concedido vários presos pela operação Lava Jato terão oportunidade para festejar o fim de ano com a família. É a velha história de que o crime no Brasil compensa. Contrário do disse o general Mioto.

Em 2019 tudo pode mudar, enquanto isso não acontece quem pode aproveitar o máximo está tirando todo proveito que pode da situação.

E você o que acha disso tudo?


Comentários

MAIS LIDAS

Aberração | Filhas solteiras de senadores ganham 33 mil reais. "Isso vai acabar", diz Bolsonaro

Goooooool! | Governo decide acabar com auxílio-reclusão

Deputados querem "gorjeta' de R$ 10 milhões pra votarem a Reforma da Previdência