Policiais disparam contra o rosto de uma mulher

Imagem
Elizangela Moraes, 44 anos, estava sentada em um banco com o namorado no município de Sorriso (MT), a 420 quilômetros de Cuiabá, quando os dois militares viraram uma esquina e efetuaram os disparos. Ela foi baleada no rosto e no pescoço.
Segundo testemunhas, os policiais Ezio Sousa Dias e Webert Batista Ribeiro, ambos de 30 anos, se envolveram em uma confusão em um bar. Os dois foram presos em flagrante. 
O namorada da vítima, Osvaldo Pereira Gomes Neto, disse, no entanto, que não havia confusão. "Eles nem falaram com a gente, não conhecíamos eles. Nós temos que respeitar a polícia em uma abordagem, porque somos pessoas de bem, mas eu pergunto, o que justifica esse tiro?", questiona. Seu relato foi publicado no G1.
(com informações do G1)



Ele fez 10 mil abortos até assistir esse filme

Um médico bastante conhecido nos EUA fez 10 mil abortos até que um dia um amigo de profissão o chamou para assistir o vídeo abaixo. O aborto foi banido da carreira desse médico que, a partir daquele momento, passou a ser um defensor da vida.

No Brasil, o aborto só é permitido quando há risco de morte para a gestante, quando a gravidez resulta de estupro ou quando o feto é anencéfalo. 

A Palavra de Deus repudia o aborto em todas as formas.

"De palavras de falsidade te afastarás, e não matarás o inocente e o justo; porque não justificarei o ímpio." (Êxodo 23:7) Perceba o fim do versículo bíblico. Deus abomina o ímpio que mata o inocente.

Noutra ocasião Deus demonstra que o feto é uma vida e não parte do corpo da mãe para que ela determine o que fará dele.

"Ouvi-me, ilhas, e escutai vós, povos de longe: O SENHOR me chamou desde o ventre, desde as entranhas de minha mãe fez menção do meu nome." (Isaías 49:1)

O casal ou até mesmo a mulher decide encarar a gravidez como problema e busca solução em clínicas abortistas. Na maioria dos casos de abortos, a decisão é por razões pessoais e falta de planejamento. A mulher pode até não querer o filho, mas tirar-lhe a vida sem que este tenha o direito de defesa ou tentar viver, é abominável perante Deus.

Médicos que praticam o aborto também precisam saber que estão pecando contra Deus. No atual cenário onde os aparelhos permitem a medicina atender o feto, essa vida não deixa de ser um cliente. Sendo assim, o médico que pratica tal procedimento mata o seu paciente.

Mulheres não devem aceitar esse tipo de covardia que movimenta uma indústria. 

Nos EUA, em 1963, entrou em vigor a lei que permitia o aborto em determinadas circunstâncias. Depois em 1973 a lei ficou mais flexível e desde então os americanos já realizaram até 2017 mais de 1, 5 milhão de abortos. Uma indústria da morte que gera fortuna para aborteiros, anestesistas e donos de clínicas. O prejuízo fica para a família.

A criança não é uma extensão do corpo da mulher para ela decidir o que vai fazer ou não. Se deve ou não viver. No útero essa criança tem suas vontades próprias e ainda controla o ciclo da mãe. Essa criança não deixa o útero porque sabe o momento certo de sair.

Veja esse relato sobre a vida de Jesus Cristo no ventre de Maria.

"E aconteceu que, ao ouvir Isabel a saudação de Maria, a criancinha saltou no seu ventre; e Isabel foi cheia do Espírito Santo." (Lucas 1:41) "E foram apressadamente, e acharam Maria, e José, e o menino deitado na manjedoura." (Lucas 2:16)

A palavra grega utilizada para definir "criancinha" (Lucas 1:41) e "menino" (Lucas 2:16) é a mesma no original (παιδί). Isso demonstra que Deus considera essa vida com a mesma importância e respeito que merece tanto fora quanto dentro do útero.

O vídeo que você irá assistir é produzido por um médico que foi administrador de uma das maiores clínicas de aborto dos Estados Unidos da América. Ele, atualmente, é um dos grandes defensores da vida e busca acabar com a indústria do aborto que movimenta bilhões em todo mundo.

O dinheiro do aborto é uma afronta ao Senhor Jesus Cristo. Jesus se fez homem para entregar sua própria para que todo aquele que Nele crer tenha vida eterna. A interrupção de uma vida, ainda no útero, nega o sacrifício de Cristo.

Deus perdoa quem o procura em buscar de perdão e arrependimento. Ele apenas pede que os seres humanos obedeçam suas leis, seus mandamentos.

"Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado de meu Pai, e eu o amarei, e me manifestarei a ele." (João 14:21)

Assista e compartilhe. Ajude a expulsar do Brasil os demônios que desejam destruir a nossa Pátria.

A Paz do Senhor!



Comentários

MAIS LIDAS

Deputados querem "gorjeta' de R$ 10 milhões pra votarem a Reforma da Previdência

Maduro mandar queimar lojas da Maçonaria sob acusação de organização criminosa

Arábia Saudita e Rússia ameaçam romper relações com Brasil. Agora ficou bonito!